RSS

Arquivo da categoria: desafios

Torta de Massa de Chocolate, Banana Caramelada, Creme de Baunilha e Merengue

 

Após um mês de abandono no meu tão amado blog e das minhas cozinhas queridas, retorno.

Aconteceu muita coisa legal e algumas chatinhas.

Fiz uma linda festa para comemorar meus 40 anos, com todos amigos queridos, minha sogra veio me visitar, viajei a trabalho, recebi muitas homenagens, muita gente se lembrou de mim, e agradeço tanta benções. Deus é mesmo muito bom comigo.

Passou um tempo do meu niver e não vou postá-lo na íntegra, pois o propósito se perdeu. Não se aborreçam, as receitas vão aparecer aos poucos.

Como nem tudo é perfeito, tive uns problemas de saúde, mas já estou recuperada.

Fiquei mesmo muito ocupada com a comemoração, as doenças e a viagem. Somente agora pude retornar e por uma causa nobre.

Minha querida amiga Valentina do Trem Bom, promove um desafio para o niver do seu blog, e de seu novo endereço. Um exemplo de que mesmo um blog maravilhoso como o dela, pode melhorar. Está mesmo lindo e suas fotos um verdadeiro escândalo.

Bem, o desafio é escolher uma receita doce que você serviria em uma festa. Escolhi esta linda torta com massa de chocolate, bananas carameladas, creme de baunilha e um delicioso merengue. A idéia era passar o maçarico e deixá-la dourada, infelizmente, quando fui usá-lo o gás tinha acabado, se tiverem use-o.

Para ela que é ídola de 10 entre 10 blogueiras, a mais querida das queridas, um beijo muito doce, que muitos e muitos aniversários se repitam, estamos aqui sempre aguardando suas receitas fantásticas.

 

Ingredientes (10 porções):

Massa de Chocolate:

100g de margarina em temperatura ambiente

3 colheres (sopa) de açúcar
1 ovo
3 colheres (sopa) de Chocolate em Pó
2 xícaras (chá) de farinha de trigo

Doce de banana

12 bananas nanicas cortadas em rodelas
2 xícaras de açúcar
2 xícaras de água
2 colheres de chá de canela em pó
Leve ao fogo o açúcar e deixe caramelizar, acrescente a água e deixe ficar em ponto de caramelo claro, acrescente a banana e deixe até a mesma amolecer. Reserve.
Creme amarelo 

1 litro de leite
1 lata de leite condensado
3 colheres de sopa de maisena
3 gemas coadas
2 colheres de chá de baunilha
1 lata de creme de leite sem o soro
Levar ao fogo todos os ingredinetes, exceto o creme de leite que vai se acrescido ao final, até virar um creme. Reserve.

Merengue
3 claras
6 colheres de sopa de açúcar
 
1 pitada de salBata as claras em neve, o sal e acrescente o açúcar ao poucos até encorpar.

Montagem:De baixo para cima:

Massa doce de banana

Creme amarelo
Merengue

Bj a todos.

Anúncios
 
36 Comentários

Publicado por em 07/12/2009 em banana, desafios, doces, sobremesas, tortas

 

Filé com brie e tomate recheado com couscous marroquino

 


 


Continuando as receitas da aula do chef William, segue ingredientes e modo de fazer.

 
Ingredientes (2 pessoas)
 
2 medalhões de filé mignon de 5 cm de altura
2 cubos grandes de queijo brie
2 tomates médios
1 xícara de couscous marroquino
1 colher de sopa de cebola em cubinhos
1 colher de sopa de cenoura em cubinhos
1 colher de sopa de azeitonas picadas
1 fatia de pão de forma 
1 colher de sopa de mantiga
1 dente de alho picado
2c.s de ervas frescas
azeite, sal e pimenta
 
Hidrate o couscous e deixe abafar ppor 15 m. Refogue a cebola e a cenoura em azeite. Junte o couscous, trablahando para quebraros gurmos. Adicionae azeitona, acerte o sal e pimenta e regue genorosamente ocm azeite.
 
Frite o alho na manteiga. Junte as ervas picadas e depois o pão triturado. Saltei até secar e começar a dourar. Acerte o sal.
 
Corte um tampo do tomate e o reserve para decoração. Cave a parte interna com uma colher, removando todas as sementes. Rechei com o couscous e cubra com a farofa de pão. Leve ao forno para assar rapidamente, somente até a farofa começar a tostar. Reserve.
 
Amasse o medalhão com a mão e abra um bolso com faca fina. Tempera a parte interna com pimenta, insira o brie e feche manualmente as bordas como se fosse uma massa de pastel. Se quiser, passe um palito de dente para impedir sua abertura. Tempere com sal e pimenta, grelhe numa frigideira até dourar e sirva com o tomate.
 
O chef decorou o prato com um bom pedaço de shimeji passado no azeite e dourado no maçarico.
 
Bj a todos e ótimo fim de carnaval!
 
Téia.
 
 
13 Comentários

Publicado por em 24/02/2009 em carnes, couscous, desafios, queijo

 

Menu Completo – Aula com o Chef Willian Chen Yen – Receita: Galette Chocôco com Maçã ao Vinho

 
 

 
Este mês, os eventos estão de “vento em poupa.
 
Já fazia um tempo que não fazia um curso de culinária e já estava com “comichões”. Para resolver o problema, optei por uma aula que vinha namorando há um tempo, com um chef que adoro, Willian Chen Yen, do Restaurante Babel.
 
Apesar do nome e da descendência chinesa, pai e mãe, ele é carioca, e a cozinha do Babel é o que ele chama de fusion-contemporânea, ou seja uma mistura de ingredientes, molhos e técnicas orientais mesclando com a clássica cozinha ocidental.
 
Em tempos em que chef é uma celebridade, não podia deixar de mostrá-lo aqui…
 
 
 
A Aula foi um Menu Completo, com uso de maçarico culinário, entrada, prato principal com acompanhamento e sobremesa, e ele muito gentilmente me, e nos, cedeu as maravilhosas receitas.
 
Menu
 
Coquilles Saint-Jacques Brullé (com vieiras)
 
 
 
Filé Recheado com Brie e Tomate Recheado com Couscous Marroquino e Farofa de Pão
 
 
Galette Chocôco com Maçã ao Vinho
 
 
 
Vou começar o menu de trás para frente, fazendo a sobremesa, afinal, para quem me acompanha, este é a minha parte preferida em qualquer menu. As demais receitas virão em seguida.
 
É uma receita inusitada, com texturas e gostos diferentes e que se somam: cereais de milho sem açúcar, chocolate meio-amargo, côco e uma deliciosa cobertura de maçã ao vinho branco dourada no maçarico.
 
Esta, é para impressionar, se for a sua idéia, faça e depois me conta.
 
Ingredientes (2 pessoas):
 
1 xícara de Cereal de Milho sem Açúcar
1/2 xícara de côco picado em cubinhos pequenos (aqui é o pulo do gato, não rale, esta textura faz a diferença)
1 xícara de chocolate meio-amargo
1 maçã ralada
300ml de vinho branco
manteiga
açúcar refinado
 
Salteie o côco em manteiga até começar a dourar, açucare a gosto e deixe esfriar.
Derreta o chocolate em banho-mari, misture os cereais e o côco.
Molde 2 tortinhas (como base) e leve a geladeira para firmar.
Leve o vinho branco ao fogo até ferver, junte, então a maçã. Deixe levantar fervura novamente, e, então, apague o fogo e escorra bem o vinho.
Cubra a galette com a maçã escaldada, polvilhe açúcar e queime com o maçarico.
 
Obrigada Wilian, sua aula é nota 10, como te falei, você tem o dom de ensinar, parabéns!
 
Bj grande.
 
Téia.
 

Torta Alemã da Mammy

 

 
Eu sei, eu sei, receitas de Torta Alemã são facilmente encontradas na net e nas cozinhas amigas.
 
Eu não tenho preferência pelos clássicos, porque adoro testar novas receitas e sabores diferentes, mas os respeito, porque a maioria das pessoas têm o paladar restrito, sinto isto pela maioria dos meus amigos, convives e familiares, não é a receita mais diferente ou original que faz sucesso, muito pelo contrário, é sempre a que eles já conhecem e estão acostumados.
 
Esta torta é o exemplo clássico de que mesmo o que já é conhecido pode ficar maravilhoso.
 
Quem me acompanha já sabe, mammy tem mãos de fada, e esta torta, todo mundo pede para ela fazer, (no Natal não podia faltar, né?), o pulo do gato é, definitivamente, o acréscimo das nozes que diminuem o recheio um pouco enjoativo devido ao excesso de manteiga, gemas, creme de leite e açúcar (e o colesterol, comemorando, uhuuu). E outra coisa que acho legal é que ela sempre decora lindamente a torta, o que não é usual para esta torta. Afinal, capricho nunca fez mal a ninguém…
Façam e depois me digam se não é de comer de joelhos?  Já fiz, é fácil, vamos lá, tentem…

  
Massa:

200g de manteiga sem sal (o tablete inteiro)
3 gemas sem película (favor coar)
2 lata de creme de leite sem soro (guardar o soro)
2 xícaras de açúcar

1 xícara de nozes moídas grosseiramente
1 pacote de biscoito maisena
 
Unte uma forma de fundo removível e forre a parte de baixo toda com o biscoito molhado no soro do creme de leite.
Leva à batedeira o açúcar e as gemas e bata por 3 minutos, acrescente a manteiga e bata até a mistura ficar esbranquiçada. Fora da batedeira acrescente o creme de leite com uma colher grande. Por último inclua as nozes delicadamente.
Jogue esta massa por cima dos biscoitos e cubra com o restante dos biscoitos que sobraram.
Leve ao freezer ou congelador até endurecer.
 
Calda:
2 xícaras de leite
1 colher de sopa de manteiga
8 colheres de sopa de chocolate em pó
2 colheres de sopa açúcar
Leve todos os ingredientes ao fogo brando até soltar da panela como em ponto de brigadeiro mole. Esperar ficar morna e empregar.
 
Retire a massa da fôrma e cubra com a calda morna. Enfeite a seu gosto, aqui usamos nozes e cereja. Mantenha na geladeira até servir. 
 
Caso faça de um dia para o outro, ou a transporte, coloque por uma hora no freezer e retire 10minutos antes de servir.
 
Ah, pode deixar a massa congelada por até uma semana. Faça a calda no dia.
 
Bj a todos.
 

Salpicão da Sogra e as Árvores de Natal da nossa casa.

Esta é a receita de salpicão que a minha queridíssima sogra faz em todos os Natais. Mesmo quando não nos encontramos, eu acabo fazendo, ou então o maridão, que faz tão bem quando ela, só que em sua versão, ele troca o frango por 2 latas de atum, fica mais prático, do jeito que ele gosta de cozinhar, sem grande trabalhos e preparações.
 
Segue a receita, se fizerem para o Natal me avisem, e declaro que não vão se arrepender.
 
SALPICÃO
 
1/2 kg de batata cozida espremida ou cortada em cubos
1 peito grande de frango cozido e desfiado, temperado com sal, pimenta do reino e ervas
3 maçãs verdes picadas
3 talos de salsão (talo e folhas) picados
2 cenoras raladas
1 lata de milho
1 lata de ervilhas
1 xícara de uvas passas
1/2 xícara de nozes picadas
1/4 de cebola ralada (eu passo pela água quente e depois pela gelada)
1/4 de azeitonas verdes picadas
1 vidro de maionese de limão pequeno
Sal e pimenta à gosto
 
Misturar todos os ingredientes. Levar para gelar por 4 horas na geladeira.
 
O DIFERENCIAL DESTE SALPICÃO É A MAIONESE COM LIMÃO, AS NOZES E O SALSÃO, ACONSELHO A NÃO RETIRÁ-LAS DA RECEITA. Fica muito bom, experimentem.
 
Agora, para vocês, um pouquinho da nossa decoração de Natal, para vocês conhecerem um pouquinho mais nosso cantinho. Escolhi para mostrar as árvores, sim são mais de uma, não se esqueçam que sou sagitariana, uma das nossas maiores características, é sermos EXAGERADOS, então, vocês acham que eu ia me contentar com apenas uma?
 
Desta forma, temos 4 árvores, claro que a Tradicional é só uma,  as demais são de arame e metal, mas não precisava tanto. Ah, precisava sim….
 
Esta é a tradicional…
 
 
A árvore cor de cobre, que é uma espécie de luminária, tem uma estória engraçada.
 
Nós a encontramos em Arrail D’ajuda, no sul da Bahia, eu achei ela fofa e original, mas como vocês podem observar ela é grandinha e cheia de pontas, eu tive que trazê-la na mão, coisa que detesto, acho que apetrechos de viagem têm que ser práticos, e eu com aquele elefante branco nas mãos. Ela veio me espetando a viagem inteira. Dr. marido passou a viagem toda gozando de mim, ah, levei na boa, e não me arrependo, mas também não me esqueço desta passagem.
 
E vocês o que acham? Fariam o mesmo??????? 
 
 
Ah, estão vendo os castiçais baixinhos combinando na cor bronze, foi um presente de Natal, aniversário e casa nova da minha amiga do coração Lili, nós trabalhamos juntas há muitos anos, e já passamos poucas e boas…
 
E por último as de arame, tão coloridinhas…
 
 
 
 
 
Desejo um NATAL maravilhoso e um ANO NOVO fantástico para todos. 
 
Bj grande.
 
Téia.
 

Bife à Portuguesa – Intercâmbio Culinário

 


Acho que nunca falei aqui, mas sou descendentes de portugueses, motivo pelo qual tenho grande vontade de conhecer este país tão maravilhoso. Infelizmente, ainda não consegui conhecer a Europa, mas, com toda a certeza Portugal estará na lista da primeira viagem, como Deus é mais, agora tem voô direto de Brasília para Lisboa, o único país na Europa, quase todos os brasililienses, portanto, fazem uma parada na querida capital lusitana.

No espírito dos ancestrais resolvi participar do Intercâmbio Culinário entre Brasil e Portugal, magistralmente comandado pelas minhas amigas queridas, e conhecidas de todas nós blogueiras: Ameixinha, Nana e Axly. Meninas lindas, parabéns, esta idéia é iluminada! 
 
 
 
Olha o banner lindo que elas fizeram com meu nome e o do blog, cheio de pimentas, como eu, pimentinha que só…kkkk…
 
 
 
Caso vocês possam participar, não titubeiem, go, go, go….é muito gratificante, não vão se arrepender.
 
Deixo aqui a minha homengem a vocês queridos portugueses, e me aguardem, um dia vou aí conhecer esta terra linda.
 
Para minha parceira foi indicada a fôfa Margarida do Figo Lampo, que é muito talentosa (de novo, não tenho culpa, ela é mesmo), elegante e inteligente.
 
Ela já saiu na frente e já postou uma das minhas receitas, um bolinho de milho e goiabada que ficou lindo demais. Arrasou parceira. Olha o banner dela também.
 
 
 
Simplesmente adorei tê-la como parceira, ela me encaminhou mais duas receitas que farei no futuro, para este desafio escolhi um prato que não conhecia e cujo nome e ingredientes resume a minha decisão. Segue receita abaixo:
Bife à portuguesa

Ingredientes

bife da vazia (filé)

3 ou 4 dentes de alho

2dl azeite

1 folha de louro

1 fatia de presunto

1 dl de vinho branco

batatas fritas às rodelas

vinagre a gosto

Preparação:

Temperar o bife só com sal. (coloquei pimenta do reino)

Numa frigideira de barro aquecer o azeite com os alhos e o louro.

Quando o azeite estiver bem quente, colocar o bife deixando fritar a gosto.

Colocar a fatia de presunto em cima do bife.

Colocar as batatas em rodelas em volta do bife.

Regar o bife com o vinho branco e algumas gotas de vinagre, e tapar, deixando ferver durante 30 segundos.

Servir de imediato.

A mudança que fiz foi a forma de preparo, pois não tenho panela de barro, e também não somos chegados em frituras, então fritei apenas com uma colherzinha de óleo e cozinhei em panela comum. As batatas fiz à parte, cozinhei com casca por 10 minutos e levei ao forno por mais uns 10 minutos em fogo alto para gratinar, com um fio de azeite e sal, em fatias grossas, sem tirar as cascas. Fiz uma caminha no prato e coloquei o bife com presunto por cima. Claro que dobrei a receita. 
 
Ficou ótimo, gostamos. Obrigada Margarida.
 
Bj a todos.
 
Téia.
 
 
 

Pizza de Linguiça de Frango Apimentada com Pimenta de Cheiro

Depois de muitos assuntos, desta vez segue um post rápido, mas com muito carinho, para participar do desafio do blog Ragazze Brasilianne Nella Coccina Italiana, cheio de meninas queridíssimas e fôfas, que têm em comum, além da cozinha, a descendência italiana. O tema atual é “La Pizza”.

Aqui em casa, quase todas as sextas-feiras são de pizzas, e a nossa cobertura preferida é esta, fica divina.
A massa é uma receita da minha sogra, que fazemos de média espessura e fica deliciosa, não tem erro, mas quando ela faz, parece que fica melhor, não me perguntem o porquê. Ela pode ser feita com quaisquer dos 3 tipos de fermentos mais usados aqui no Brasil, o biológico fresco, o biológico seco e em pó. Sempre a faço e congelo para usarmos quando quisermos. Muitas reuniões e até festas já foram feitas aqui em casa com estas pizzas, faço 2 ou 3 receitas e congelo. Ralo toda a mussarela e também congelo. No dia, pico os ingredientes ou preparo alguns deles, como camarão, linguiça, shiitake, e pronto, agrada a todo mundo, como toda pizza.
O mais comumente usado aqui em casa é o fermento biológico seco pela praticidade, mas com certeza o que deixa a massa mais macia, e profissional, é o fresco. Como a validade é muito pequena, só fiquem atentos para o prazo.
Aí vai a receita
Massa: (3 pizzas médias)
1 tablete de fermento biológico fresco (15g) ou um saquinho do seco
1 xícara grande de água morna
1 ovo
3 colheres de sopa de óleo
500 g de farinha de trigo (aproximadamente)
1 colher de chá de sal 
1 colher de café de açúcar
Dissolva o fermento na água e junte os demais ingredientes colocando a farinha por último. Pode ser necesário acreswcentar um pouco mais de farinha, estará pronto, quando a massa soltar das mãos. Sovar bem. Leva uns 5 minutos. 
Fazer uma bola e deixar crescer até dobrar de tamanho, mais ou menos 1 hora. 
Abra a massa, asse e rechei a gosto.
Recheio:(1 pizza média)
200g de linguiça de frango apimentada
2 xícaras de mussarela ralada
1/2 lata de molho de tomate pronto
Orégano a gosto
1 fio de azeite
6 pimentas de cheiro com pele e sementes
Pre-aqueça o forno a 200°.
Leva a pizza em um recipiente redondo apropriado e untado com azeite por 10 minutos. Reserve.
Caso vá congelar, espere esfriar e só o faça após este passo.
Frite a linguiça com o mínimo de óleo, apenas para não grudar na panela ou na frigideira, até ficar dourada. Reserve.
Pique as pimentas em rodelas finas. Reserve.
Cubra a pizza com o molho, jogue a mussarela, a linguiça e o orégano e leve ao forno por 10 minutos. Jogue a pimenta e leve ao forno por mais 3 minutinhos.
Deliciem-se!!!
Estão vendo, eu também consigo ser lacônica, e, portanto, falar pouco. Rá, rá, rá, não se acostumem, esta é a excessão, a regra, quem anda por aqui já sabe, é ser muito faladora.
Bj a todos.