RSS

Arquivo mensal: março 2009

O Melhor do Chile

As férias já acabaram há duas semanas, mas eu ainda não entrei no meu ritmo normal. Preguiça, muita preguiça….
 
Conforme prometido, coloco aqui um breve relato sobre os melhores lugares, comidas, bebidas, passeios e impressões sobre o Chile.
 
Ficamos 10 dias, sendo 3 em Viña del Mar cidade litorânea e o restante na capital Santiago.
 
Viña é uma cidade charmosa, florida e aconchegante, mas apesar da vista do mar, esta da foto abaixo, que víamos da janela do nosso quarto, faz frio, o vento é gelado, não dá para curtir como aqui no Brasil, mas valeu a pena conhecê-la. 
 
 
 
Aqui em conhecemos – o restaurante mais charmoso  – com uma comida refinada e aconchegante, com uma execução e apresentação perfeitas.
 
Delícias del Mar
 
 
 
 
 
 
Já Santiago é moderna, contemporânea e bem mais quente, totalmente rodeada por montanhas, aliás, a Cordilheria dos Andes.
 
 
 
O Melhor Passeio – Vale Nevado – Cordilheira dos Andes
 
Viagem de 2 horas de ônibus com lindas montanhas. Este é o ponto mais perto da neve que podemos chegar, afinal estamos no verão. Olha que visual lindo…
 
 
Depois, passeio de teleférico e almoço maravilhoso, totalmente surpresa, estavamos esperando um lugar simples, mas o restaurante é sofisticado e a comida deliciosa.
 
Frango super macio com lulas. Extra diferente!!!
 
 
Sobremesa: Mousse de chirimoia, fruta chilena, lembra de longe a graviola, gostosa e diferente.
 
 
O Melhor Restaurante Gourmet
 
Astrid y Gastón
Entradas e peixes divinos, sabores inesquecíveis, ambiente lindo e atendimento refinado. A sobremesa foi o melhor tiramissu que já comi, derretia na boca. Dizem ser o melhor e mais caro restaurante de Santiago. Eu só posso concordar. Daqueles que nós lembramos para o resto da vida. Bairro da Providência.
 
 
 
 
 
 
 
A Centolla – O fantástico carangueijo do Pacífico
 
 
 
 

Carne suculenta, adocicada e o preço alto vale cada centavo. Não deixem de provar, aparece nos sonhos….
 
A melhor sorveteria, Munchi’s, fica no shooping Arauco. Fomos em mais duas que são muito famosas, e não gostamos de nenhuma, em compensação, esta arrasou.
 
 
 
Eu tomei sorvete de doce de leite e o marido de menta e chocolate e super chocolate. Cremoso e com gosto forte do ingrediente.
 
 
 
Os melhores vinhos, provados na visita à Vinícula ConchoyToro
 
O famoso Merlot Casillero del Diablo
O fresquíssimo, frutal e suave Chardonnay Amélia
E o nosso preferido pela originalidade, cremosidade e aromático Shiraz Rosé também Casillero
 
 
 
 
A entrada mais degustada, e uma de nossas preferências em frutos do mar, há bastante tempo, o conhecido Ceviche, comemos em quase todos os restaurantes citados aqui
 
 

 

 

O restaurante revelação – Asian Bistrô, fica no shooping Boulevard, mais conhecido como Arauco
 
Comemos esta carne macia, com verduras e aji, pimenta chilena. Divino!!!
 
 
 
E a sobremesa, três tipos diferentes de Creme Brulè – Café, Côco e Chocolate
 
 
 
Bom, estas foram as melhores experiências, e houveram outras ótimas também, mas não dá para postar tudo. Concentrei-me nas gastronômicas, afinal este é um blog predominantemente culinário.
 
Espero que gostem, e se forem ao Chile, aproveitem as dicas. Foram feitas para você com todo o nosso carinho.
 
As lindas fotos são todas do marido Milton Moraes. Sem falsa modéstia, ele é um fotógrafo muito talentoso…
 
Bj a todos.
 
Téia.
Anúncios
 

Voltei!!! Com Loló de Camarão

 

Queridos, um dia a moleza acaba e temos que voltar ao batente e a vida “real”, já que férias é fantasia, não é realidade.
 
Adoramos o Chile e em breve voltarei com dicas especiais, fotos interessantes e pratos lindos. Como o fotógrafo ainda está editando as fotos (foram “só” 1.200 fotos) e eu ainda estou matutando e resumindo o que colocar aqui, afinal, foram 10 dias e seria impossível colocar tudo…
 
Conforme falei com vocês a comunicação aconteceu, mas foi difícil, o povo chileno fala casteliano, não o espanhol que estudamos no cursinho, e rápido, muuuito rápido. Lá eu me senti normal, já que aqui todo mundo reclama que falo rápido, e falo mesmo….Ah, mas foi ótimo….
 
Vim aqui só para dar o “ar da graça” porque estava com saudades de vocês e do meu blog.
 
Fiz esta receita antes de viajarmos e  amamos. Pode parecer diferente a nomenclatura de Loló, e não Bobó, como estamos acostumados. Acontece que o talentoso chef José Hugo Celidônio o batizou em seu livro História e Receitas (1ª edição de 1998)  quando trocou a mandioca (ou aimpim) por mandioquinha (ou batata-barôa).
 
Fica divino, não tem outra definição, este tubérculo é muito mais fácil de trabalhar do que a mandioca. Para quem nunca fez bobó, aconselho a começar por este. D. Mandioca não é fácil. Para bater a massa, mesmo no processador, “é uma luta”, ela fica dura e gosmenta, tem que ser feita de pouco em pouco, suja tudo, enfim, vai por mim, a “prima rica, a mandioquinha, mantém a textura e acrescenta uma linda cor dourada, mais sabor e leveza e um toque adocicado.
 
 
 
A receita peguei do bobó da minha mãe, que é perfeita, dei uma simplificada, e só troquei a mandioca pela mandioquinha.
 
Segue a receita para 4 pessoas:
 
500g de camarões grandes 
500g de mandioquinha
1 vidro de leite de côco pequeno
2 colheres de sopa da azeite
2 colheres de sopa da azeite de dendê (troquei por azeite comum)
1/2 cebola picada
1 dente de alho picado
4 tomates picados, sem pele (usei 1 lata de molho de tomate)
1/3 xícara de cheiro-verde bem picadinho(usei salsa e coentro, o último é fundamental) ou à gosto
1/2 pimentão picado
Sal e pimenta do reino à gosto
 
Tempere os camarões com o sal e a pimenta. Reserve.
Leve a mandioquinha cortada em rodelas e descascada ao fogo cobrindo com água, até ficar macia. Bata no processador (ou liquidificador) com a água do cozimento e o leite de côco. Reserve.
Refogue os camarões em azeite por 3 minutos. Reserve.
Refogue a cebola e o alho nos azeites, junte os tomates ou o molho de tomates, o pimentão e metade do cheiro verde.
Junte a este molho os camarões e o creme de mandioquinha. Mexa bem.
Deixe ferver em fogo baixo por 5 a 10 minutos até ficar cremoso.
Acerte o sal, desligue e acrescente o restante do cheiro verde.
 
Comam rezando!!!
 
Bj a todos.
 
Téia.
 
34 Comentários

Publicado por em 15/03/2009 em banquetes, camarões, prato principal, salgado