RSS

Arquivo mensal: julho 2010

Mousse de Caju e Castanha

Esta receita é mesmo diferente, está na minha lista a testar há anos, justamente por ser inusitada.

A inspiração veio de 2 execuções nos idos de 2007  nos blogs Quiche de Macaxeira da querida Luna, e da maravilhosa Tina do Trem Bom, duas cearenses fôfas, cuja descendências nordestinas aparecem em sua totalidade nesta sobremesa. Eu que também sou nordestina adorei a experiência diferente, aromática, refrescante e macia deste doce, mas aviso que é beeeem diferente. Tá, eu já tinha falado no início do post, é só para vocês não esquecerem.

Fiz alterações: acrescentei claras em neve, batidas com um tiquinho de açúcar, dobrei a receita, aumentei um pouco a gelatina, usei caju natural, diminui a castanha, ou seja, mudei bastante para adequar ao meu gosto, mas mantive a essência. Esta receita fala Oxente!!!!

2 latas de creme de leite sem soro

2 latas de leite condensado

1 e 1/2 pacote de gelatina sem sabor

4 cajus

1/2 xícara de água

150 g de castanhas sem sal picadas, usei xerém 

2 claras em neve

2 colheres de açúcar

1 pitada de sal

Faça um suco com os cajus e a 1/2 xícara de água. Coe e reserve.

Leve ao liquidificador o leite condensado e o creme de leite, acrescente o suco e reserve.

Coloque a gelatina em um recipiente pequeno e acresente 7 colheres de sopa de água fria. Deixe 2 minutos e leve ao microondas por 20 a 25 seg na potência alta ou até a gelatina derreter. Bata no liquidificador com o creme de caju acima.

Batas as claras em neve, acrescente o sal e o açúcar aos poucos.

Junte as claras ao creme de caju.

Acrescente por último a castanha picada, na mão, não bata no liquidificador.

Bj a todos.

Anúncios
 
 

Torta de Frango, Palmito e Catupiry

Maridón fez niver semana passada e a produção aqui foi acelerada, apesar de ser uma reunião super íntima, só para família e melhores amigos, dá um certo trabalho.

Mesmo com a ajuda de um bocado de gente, como o meu braço direito, super-secretária Rejane, minha mãe linda e a querida sogra que veio de Piracicaba, a correria foi grande.

Não sei como é com vocês, mas faço um planejamento, um mapa mental, aliás faço parte daquele grupo que acha que o melhor da festa é esperar (e organizá-la) por ela. Juro que tento seguir, mas quando chega na última hora sempre acho que cabe ou que precisa de mais um doce e mais um salgado, exemplo desta receita que ficou muito gostosa e especial.

Como faço toda vez que tenho uma idéia de última hora, saí a procura de uma receita nos blogs e cozinhas amigas, então, me lembrei que a fôfa Stefânia tinha feito uma torta de frango linda há algum tempo. E assim foi, peguei sua receita, mudei apenas um pouco o recheio, as quantidades, acrescentandos alguns ingredientes como o palmito, as azeitonas, a cebolinha e as ervilhas (as alterações estão em vermelho), a cobertura fiz um desenho um pouco diferente e voilá, delícia….

Ingredientes para o recheio: (texto do blog comumapitadadeacucar.blogspot.com)

400g de peito de frango cozido e desfiado
1 lata de tomates pelados (tomates e suco)
3 colheres (sopa) de azeite
1 cebola pequena cortada em cubinhos
2 dentes de alho picados finamente
Sal e pimenta do reino a gosto
Salsinha e cebolinha picada a gosto
1/2 xícara de palmito picado

10 azeitonas picadas

1/3 xícara de ervilha escorrida

250g de queijo tipo Catupiry

Ingredientes para a massa:

2 xícaras de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de amido de milho
150g de manteiga gelada cortada em cubinhos
1 colher (chá) rasa de sal
2 colheres (chá) rasas de fermento em pó
1 ovo pequeno
4 colheres (sopa) de leite frio

Modo de preparo

1. Prepare a massa. Peneire os ingredientes secos e acresente a manteiga gelada. Misture com a ponta dos dedos até formar uma farofa. Acrescente o ovo inteiro e o leite até obter o ponto desejado (juntar todos os hngredientes bem). Não trabalhe muito a massa. Envolva a massa em um filme plástico e leve a geladeira por pelo menos 30 minutos. Reserve.

2. Prepare o recheio. Leve ao fogo uma panela com o azeite e deixe esquentar. Refogue a cebola até ficar transparente, acrescente o alho e deixe refogar por mais alguns instantes (aproximadamente 1 minuto). Agregue o tomate picado e refogue mais um pouco. Acrescente o frango desfiado e o suco do tomate e tempere com sal e pimenta. Inclua o palmito, a ervilha, as azeitonas e a salsinha e a cebolinha. Deixe apurar por aproximadamente 5 minutos e desligue o fogo. Obs.: O recheio deve ficar molhadinho, com algum caldo (mas não muito), caso seja necessário acrescente um pouco mais do suco que restou na lata de tomates ou um pouco de água. Reserve.

3. Montagem. Pré aqueça o forno a 180 graus. Retire a massa da geladeira e abra com um rolo. Cubra o fundo e as laterais de uma forma de aproximadamente 26cm (eu usei uma com fundo falso) fure o fundo com a ponta de um garfo. Leve ao forno por aproximadamente 10 minutos. Retire do forno e cubra com o recheio de frango e, por cima do recheio, o catupiry. Abra o restante da massa e cubra a torta  ou faça tiras e corações como eu. Sirva quente.

Bj a todos.

 
8 Comentários

Publicado por em 17/07/2010 em aniversário, banquetes, frango, lanchinhos, massa, tortas

 

Paçoca de Farinha Láctea

Foto: Milton Moraes Jr.

Deixando de lado a perda do Brasil, vamos comer, cozinhar e beber que é melhor e traz mais alegrias.

Embora já estejamos em julho, ainda dá tempo para as festas caipiras/de são joão, já que este ano me parece que o mês de julho foi mais utilizado para estas festas do que junho. Creio que seja devido a Copa do Mundo, que comprometeu diversas datas. Bem, para nós brasileiro, ela já foi. Vamos apenas assistir aos próximos jogos e aguardar os acontecimentos. Quem será o campeão?

By de Way, já que estamos falando de Copa, ouvi uma frase ótima sobre a saída do Brasil na Copa:

1 Dunga

11 Sonecas e

190 milhões de Zangados…

KKKKKKK……

Voltando ao assunto comida: é claro que paçoca é uma receita para o ano inteiro e se não for para as festas juninas e julhinas, que sejam para as de agosto, setembro, e por aí vai. Não importa, façam. Leva 30 minutinhos e é muito crocante e especial.

Aproveitando o assunto de Festas de São João, já foram visitar o site www.segredosconsul.com.br? Vamos lá povo, é um concurso ótimo, participem.

Receita (do livro Mais Você 10 anos)

250 g de amendoim sem pele, sem sal e torrado

1 e 1/2 xícara de chá de farinha láctea

5 colheres de sopa de açúcar

1 pitada genererosa de sal

Numa assadeira, coloque o amendoim sem pele e torrado e leve ao forno pré-aquecido a 18oº C por 5 minutos, apenas para esquentar e liberar o óleo que o amendoim tem. Transfira-o ainda quente para um processador (se não tiver, liquidificador potente serve) e bata até obter uma farinha. Acrescente os demais ingredientes e bata por mais 3 minutos. Deve formar uma liga que dê para moldar.

Coloque numa superfície lisa, coloque o molde no formato desejado (aqui coração, já falo disto) e encha-o com a paçoca, prensando com os dedos para que fique bem firme. Retire o molde com cuidado e arrume no prato de servir. Pode ser colocado também em canudos de papel. Rendeu 15 corações.

Ah, quero deixar um breve comentário sobre a foto (que diga-se de passagem adorei), principalmente para a minha querida amiga Tamy. Os corações estão deveras presentes nos últimos posts, e isto não é apenas uma coincidência, é que eu sou romântica (mas não água com açúcar), adoro corações e o amor está sempre no ar por aqui.

Então, é isto aí, está justificado.

Bj a todos.

 
13 Comentários

Publicado por em 03/07/2010 em castanhas, doces, lanchinhos, sobremesas