RSS

Arquivo da categoria: côco

Cocada de Leite em Pó e Limão

Olá pessoal!!!

Apesar de já ter passado bastante tempo, vou postar aqui algumas receitas das sobremesas que eu fiz para o AnoNovo, afinal elas podem ser feitas em qualquer comemoração ou data.

Quase sempre que faço algum evento aqui em casa com muitas pessoas, prefiro montar uma mesa com vários docinhos de comer de colher, em potinhos pequenos ou de comer com as mãos.

É muito legal e extremamente prático , principalmente porque não fica aquele monte de louça e talheres para lavar depois, além disso, a mesa fica tão bonitinha pronta alí e o pessoal pode comer a toda hora, não precisa esperar o final da festa, já podemos ir comendo aos poucos. Acabei fazendo assim também, porque o Miltão sempre fala que é só servir a sobremesa que o pessoal já quer ir embora, então, não tem desculpa.

Sobremesas self-service é tudo de bom!!!!

Tenho por hábito também fazer umas plaquinhas de cartolina amarela com os nomes dos doces para não ter que ficar falando para cada um o está ali, geralmente o Miltão faz no computador, mas desta vez fiz a mão mesmo, ficou assim meio tosco desprentencioso, porque o pessoal era de casa, e deu tudo certo.

O que eu servi? Cocada de Leite Ninho e Limão, Mousse de Queijo com Calda de Goiabada, o sempre presente Brigadeiro de Capim Santo (o pé de capim santo continua lá, firme e forte), Palha Italiana e mamy trouxe os maravilhosos bombons de nozes dela (não estão nas fotos). Tive a idéia de enfeitar os docinhos com pequenas flores do campo amarelas e brancas, achei que ficou bem fofinho.

A receita de hoje, portanto, como podem ver pelo título, é a cocada de leite em pó e limão. Super recomendo, é tranquilísssima de fazer e daqueles docinhos que não dá vontade de parar de comer.

Receita

4 xícaras de leite em pó (usei Ninho)

1 côco ralado ou 100g de côco seco

6 xícaras de açúcar (sim, é muito, mas é preciso para cortar em pedaços)

1 xícara de leite

2 colheres de chá de fermento em pó

Raspas de Limão a gosto (usei as raspas superficiais de 2 limões taithis pequenos)

Levar tudo ao fogo médio e após ferver, em fogo baixo, até soltar da panela e ficar um cremão bem grosso. Desligue o fogo e bata com uma colher por uns 5 minutos, até ficar morno. Unte um tabuleiro com manteiga, coloque a cocada, nivele e deixe esfriar completamente. Corte em quadradinhos. Eu consegui,em quadrados pequenos, uns 30.

Bj grande.

Téia.

 

Canjica com segredo

 
 
 

Foto: Milton Moraes Jr.

Esta canjica é receita da minha sogra, que o maridón pegou com ela há alguns anos e fez para mim de surpresa (fofo como sempre) porque sabe que eu ADORO canjica.

Depois que eu aprendi, virou tradição fazê-la, toda festa junina eu levo, e o povo adora, ficou famosa.

Claro, que como sempre, eu mudei um pouco a receita original.

Na verdade, a própria receita é especial porque leva o leite de côco (idéia minha) e os amendoins juntos, que não é muito usual, aliás, nunca tinha visto antes. E ainda, eu acrescentro várias especiarias para dar um “up” a mais.

 Ah, mas o verdadeiro diferencial é um……….S-E-G-R-E-D-O, que eu divulgo aqui em primeira mão.

Na verdade, o segredo maior é que este ingrediente facilita demais a vida das cozinheiras (e este é da receita original). Eu uso cajuzinho de latinha ao invés de torrar, descascar e triturar o amendoim, que é bastante trabalhoso. Ó que mão na roda! Bom demais para as cozinheiras práticas e as iniciantes, né?

 

E por falar em segredo, vou aproveitar todas as características desta maravilha e mandar para um super concurso da Consul que está rolando no site : http://www.segredosconsul.com.br Vão ver, lá tem o que é o concurso e como participar.

O esquema resumido é o seguinte:

Você escolhe uma foto que considere um “segredinho de festa junina” em família, seja aquela receita da vovó, ou a que sua mãe faz desde criança, seja aquela foto sua com seu pai vestidos de caipira…Cadastre-se no site colocando todas as redes sociais em que participa, (quem não tem, como eu, é só se cadastrar) e assim que escolher a foto, automaticamente vai enviar para um mural de fotos no site, e para todas as suas redes sociais cadastradas. 

 Ah, nossas amigas Tati do Panelaterapia, a Tatu do Mixirica e a Cíntia do Recém-Casada fizeram a cobertura das maiores festas juninas do Brasil a pedido da Cônsul e os blogs delas estão cheios de novidades e matérias especiais.

 Vamos à receita.

Foto: Milton Moraes

Canjica de amendoim com leite de côco, especiarias e segredo

 
 Receita:
 1 pacote de 500g de canjica branca
1 litro de leite integral

1 lata de leite condensado

1 vidro de leite de coco (prefiro Sococo)

1 lata de cajuzinho pronto (já usei da Nestlé e da Glória, os dois ficam igualmente bons)

2 anis estrelados

1 colher de sobremesa de baunilha

3 pauzinhos de canela

2 cardamomos triturados

Coloque a canjica em uma panela de pressão e cubra com água, passando 4 dedos do nível. Deixe-a de molho por 2 horas ou de um dia para o outro.

Tampe a panela e leve ao fogo por 30 minutos depois de apitar.

Abra a tampa e escorra a água. Reserve.

Derreta a lata de cajuzinho com 1 xícara do leite quente e acrescente o leite de condensado e o restante do leite, a canjica e as especiarias.

Leve novamente ao fogo, agora não mais na pressão, até ferver. Deixe uns cinco minutos e prove, se precisar, acrescente açúcar a gosto. Pode ser necessário acrescentar um pouco mais de leite pois cada canjica tem seu ponto. Deve ficar levemente cremoso, mas ainda líquido. Caso vá servir fria, deixe mais líquida ainda.

Sirva bem quentinha, como eu gosto, ou como o marido gosta, geladinha.

E aqui vale um trocadilho: se gostar de canjica gelada, põe na Cônsul, kkkkkkk….

Bj a todos.

 

 

 

Tags:

Bolo de mandioca com recheio de requeijão

Deixando de lado o sumiço, não aguento mais dar desculpas (que são sempre as mesmas, falta de tempo, correria,
doenças bobas que atrapalham, blá, blá, blá), vamos a esta deliciosa receita.

O marido vivia pedindo para eu tentar fazer este bolo que tem aqui em Bsb, feito pela Monjolo, loja maravilhosa de bolos, salgados, tortas, biscoitos e similares. Aqui é chamado de Bolo da Vovó. Tentei reproduzir e eu achei bem parecido, embora não tenha agradado muito ao homenageado. Acabei tendo de congelar um deles.

Independente de ser parecido ou não com o objeto do desejo (reitero, é parecido, sim) achei ele divino, super fôfo, leve e o recheio cremoso levemente salgadinho dá o diferencial.

Sugiro comê-lo quentinho ou morno pois o creme derrete e realça.

É um bolo que derrete na boca.

Dá vontade de comer vários pedaços com um bom copo de capuccino.

Perfect!!!

Bj a todos.

Receita
 
Bolo de mandioca com recheio de requeijão 
  
3 ovos (separados as gemas das claras)

1 kg de mandioca ralada (passei no processador) e crua

1 xícara de açúcar + 2 colheres de sopa

1 vidro pequeno de leite de côco (250 ml)

5 colheres de sopa de côco ralado (usei fresco, mas pode ser seco)

2 colheres de sopa de manteiga

1 pitada de sal

1 copo de requeijão cremoso de copo (ou 1 copo e ½ se gostar de muito recheio, eu fiz assim) Não use light

Comece tirando os ingredientes da geladeira meia hora antes de começar, no mínimo.

Pré-aqueça o forno a 180º C.

Junte em uma tigela, as gemas coadas, a mandioca ralada, o açúcar, o leite de côco, o côco ralado e a manteiga. Misture bem e reserve.

Bata as claras em neve com a pitada de sal. Quando já estiver quase no ponto, inclua as 2 colheres de sopa de açúcar.

Agregue as claras em neve de 3 vezes a massa reservada.

Unte e esfarinhe duas formas de pão. Coloque a massa, o requeijão e a massa por cima. 

Leve ao forno pré-aquecido por 40 minutos em 180ºC, depois por 10 ou 15 minutos em 250º ou até dourar. O teste do palito pode ser utilizado, que deverá sair seco, mas observe que sairá um pouquinho úmido e com requeijão.

Observe o tempo, meu fogão  é de 6 bocas, conseqüentemente, o tempo pode mudar se for de 4 bocas, ou até de forno para forno.

Achei o tempo longo, pois nunca tinha feito bolo de mandioca, mas como é um bolo sem farinha e fermento pode levar mais tempo. Foi mesmo 1 hora.

 
33 Comentários

Publicado por em 14/04/2010 em bolos, café-da-manhã, côco, doces, lanchinhos

 

Creme de Côco, Nozes e Cardamomo

Amigos queridos:

Hoje cheguei a conclusão de que com a vida corrida que levo e com a minha saúde que não é lá esta maravilha, (graças que nunca é nada sério, mas praticamente emendo um tratamento no outro, ó ceus) só tenho conseguido postar uma vez por semana. Quando faço mais, é lucro.

Pretendo manter este blog, que tanto me alegra e realiza, por muito tempo, mas gostaria muito de ter mais tempo/disposição para me dedicar a ele. Como ele é por essência um hobby, e como a realidade é esta, por enquanto não dá para mudá-la. Vamos continuar assim: com muito amor e carinho mas no meu rítmo.

Comentar nos blogs amigos, então, tornou-se uma raridade, mas sempre dou uma olhadinha todos os dias, porque são minha fonte de inspiração, sempre.

É o caso desta receita maravilhosa da minha amiga de sagitário Simone. Dei uma simplificada, pois já era tarde da noite de uma segunda-feira, em que estava louca por um doce para comer de colher, que tivesse os ingredientes em casa, prática e rápida. Adorei, é aromática e cremosa, muito cremosa. As alterações estão em vermelho.

Peço, portanto, a compreensão dos meus seguidores, blogeiros e visitantes.

Bj a todos.

Receita:

Ingredientes:

Infusão de cardamomo: (Não fiz a infusão, só acrescentei, 100ml do leite de côco ao creme)
150 ml de leite de côco
5 bagos de cardamomo levemente socados

Leve ao microondas por 1:30 minuto na potência alta. Deixe esfriar por completo e só então peneire o líquido, descartando os bagos de cardamomo.

Creme:
1 lata leite condensado
1 xicara de nozes picadinhas
8 bagos de cardamomo levemente socados (usei 3 bagos bem socados, até virar pó)
1/4 xicara de doce de leite (não usei) 1/2 xicara de côco em flocos (usei metade fresco)
200 ml de creme de leite – usei o de caixinha (também usei)
cacau em pó para polvilhar – opcional

Modo de Fazer:
Misture em uma tigela, o leite condensado, as nozes e os bagos de cardamomo. Leve ao microondas por 4:30 minutos, na potência alta. O ponto, caso faça no fogão, seria a de um creme grosso. Descarte os bagos de cardamomo (não descartei pois processei o cardamomos). Junte o doce de leite, os flocos de côco, o creme de leite e a infusão feita com o leite de côco. Distribua em potinhos e decore com o crocante de nozes e côco. Mantenha em geladeira.

Crocante de Nozes e Côco:
1 tequinho de manteiga – cerca de 1 colher (sopa)
2 colheres de açúcar mascavo
1 punhado de nozes – cerca de 1/2 xicara
1 punhado de coco – cerca de 1/2 xicara

Em uma frigideira, derreta a manteiga e adicione o açúcar mascavo. Misture e adicione os demais ingredientes. Mexa até caramelar e desligue o fogo. Deixe esfriar na própria frigideira e com o auxilio de uma espátula dê formato de uma placa irregular. Após esfriar, essa placa se unirá e você pode ir destacando pedaços para decorar os potinhos.


Até a Bebel não resistiu ao cheiro delicioso do creme


 
27 Comentários

Publicado por em 01/10/2009 em banquetes, cardamomo, côco, doces, nozes, sobremesas

 

Tapioca Cremosa para comemorar o São João!

 

 
Esta semana fiz esta receita três vezes.
 
A idéia era atender a Liz uma amiga do trabalho que está gravidíssima e desejando a iguaria comumente servida nas festas juninas. Aí fiz na sexta passada e como houve um pequeno acidente aqui na frente de casa, me distraí e esqueci de levar. Tudo bem, comemos no final de semana.
 
Chegou domingo, não querendo correr o risco deste baby nascer com cara de tapioca, fiz de novo, e dobrei a receita, para o marido levar para uma festa junina no trabalho dele.
 
Enfim, o bom desta receita, como diz o título, é uma tapioca cremosa e saborosa devido ao leite de côco na massa e de levá-la ao fogo o que não é muito comum neste tipo de prato.
 
 
 
 
Segue a receita para 15 porções grandes
 
500g de tapioca em bolinhas
2 litros de leite integral quente
1 garrafa de 200ml de leite de côco quente
1 e 1/2 xícara de açúcar (ou a gosto)
1 pitada de sal
2 côcos frescos ralados (ou 2 pacotes pequenos de côco seco, molhado com um pouco de leite)
1/2 lata de leite condensado para jogar depois de pronta
 
Coloque a tapioca e o açúcar na panela que vai ao fogo, mas ainda não ligue, acrescente os leites e 1 1/2 côco ralado e leva ao fogo baixo até ferver, após ferver deixar por mais 5 minutos e tirar do fôgo. Deixar esfriar e levar à geladeira até ficar bem geladinha. Na hora de servir, jogar o restante do côco por cima e colocar o leite condensado por cima.
 
O marido fala que a tapioca é o motivo para comer o leite condensado. Será????
 
Bj a todos.
 
26 Comentários

Publicado por em 25/06/2009 em côco, doces, lanchinhos, sobremesas

 

O Encontro Perfeito

 

Em pé, a partir da esquerda: Ana Paula, Catarina no colo, Letícia, Luciana, Sarinha,Thaty e Tata
Agachadas: Eu, Mari e Glau

 
Os respectivos blogs:
 
Ana Paula, do No Mundo de Catarina (só para convidados)
Letícia (Lê) do No Calor do Fogão
Luciana (Lu) do Cafezinho das Cinco
Sarinha do Princesa Urbana
Thaty do Mamãe no País da Alice (agora, só para convidados)
Tata e Mari do Les Sorcières Bistrô
Glau do Madames da Cozinha e Quintadoca
 
 Como vocês podem ver pela foto, ontem foi um dia muito especial!
 Realizamos aqui em casa o encontro entre blogueiras de Brasília, em sua maioria, de comidas, mas tivemos duas participantes que têm blog de suas filhas, mas que também adoram uma cozinha.
 
A iniciativa foi da Sarinha, mas eu já concordei e me ofereci para recebê-las, adoro ter pessoas que gosto aqui em casa. Não ia perder a oportunidade…
 
Foi maravilhoso, aliás, eu já esperava por isto, este “universo” dos blogs, como eu sempre falo por aqui, foi uma grata surpresa em minha vida, somos “fofoletes” (eu me incluo que não sou boba), sabe aquelas pessoas educadas, de bem com a vida, doces e atenciosas, então? Somos nós, rsss. Sério, são ótimas, adorei conhecê-las, recebê-las, demos muitas risadas, comemos muito, falamos à beça, valeu por 1 ano de terapia. 
 
É sempre muito bom fazer novos amigos, mas aqueles com que já nos correspondemos e temos afinidades é ainda melhor.
 
Tivemos muita comida fantástica, estavam deliciosas, sem excessão, todas muito caprichadas.
 
Teve presentes e lembranças para todos. Não falei que são umas fôfas???
 
Dr. Marido deu uma passada rápida na reunião para tirar fotos e comer um pouco de tudo. É dele a maioria das fotos, mas algumas são minhas.
 
Seguem as fotos da mesas e das receitas de cada.
 
Meninas, obrigada por tudo, um beijo grande a todas.
 
Uma panorâmica da mesa
 
 
 
Os deliciosos cinammon rolls (rolinhos de canela) da Lê
 
 
 Os especiais e saborosos bombons de salsicha e rocambole de doce de leite e côco da Lu
 
 
 
 
 
 
Os fantásticos croissants de queijo e chocolate da Tata, observem as peças verde e azul que os acomadam, ela também o fez, é uma ceramista de primeira
 
 
 
 
 
 
Os delicados biscoitos amanteigados cobertos com chocolate, que derretem na boca, da Sarinha
 
 
 
As lindas fingers foods: salmão coberto com tapennade e os tomates cereja com muçarela de búfala e manjericão da Mari
 
 
 
 
O aromático e fôfo pão de ervas e a sardella da Thaty
 
 
 
A perfumada e doce torta de maçã da Glau
 
 
 
Os fofinhos e delicados muffins de banana com cobertura de amêndoas e farofinha que a Glau e Sarinha fizeram juntas 
 
As minhas produções: A quiche de tomate seco com manjericão, a cocada de limão e gengibre e a bebida de chocolate e especiarias (inspirada no Maya Shot da tudo de bom Si do Chocolatria)
 
 
 
 
 
Os presentes que todos receberam
 
Os biscoitos amanteigados com praliné de castanha da Lê, olha o detalhe das florezinhas, e veio acompanhado de um cortador de biscoitos
 
Os sachês de bolso com cheirinho de bebê que eu ofereci as minhas convidadas
 
 
Os presentes que eu recebi
 
Da Sarinha, uns lírios amaraelos lindos e que perfumaram a sala toda
 
 
 
Da Glau, gergelim vermelho e funcho da Bombay e as mimosas flores de tecido (ela vende no Quintadoca) que já coloquei em um vaso na minha amada cozinha com folhas do meu limoeiro
 
 
 
 

 
Entre as receitas que fiz escolhi para postar aqui, pela cor e por ter agradado, foi a cocada de limão e gengibre, inspirada em uma receita do Rainhas do Lar, que alterei um bucadinho.
 
Olha a cor amarelinha dela, linda, não é?
 
 
Ingredientes:
 
2 latas de leite condensado
1 lata de côco fresco (pode ser seco também)
1 lata de leite comum
Raspas de 1 limão
2 colheres de chá de gengibre ralado
1 colher de sopa de manteiga
1 colher de sobremesa de maisena
3 colheres de sopa de côco flocado queimado(pode ser do comum)
 
Leve ao fogo todos os ingredientes até o ponto de brigadeiro mole e cubra com o côco flocado queimado até dourar em frigideira.
  
O post foi grande porque havia muita coisa linda e deliciosa e queria que vocês conhececem. (levei 3 horas para postar, só para terem uma idéia)
 
GOSTARIA MUITO QUE TODAS OS DONOS DE BLOGS DA MINHA LISTA ESTIVESSEM AQUI TAMBÉM.  
 
Abraço grande a todos.
 
 

Rocambole de Chocolate e Côco “Perereco”

 


Calma, calma, não é nada indecente, aliás, o pitoresco deste nome é que vem de um livro de receitas de equipistas de Nossa Senhora, o “Partilhando Receitas”, movimento da Igreja Católica que minha mãe participa. Aliás este livro é recheado de receitas ótimas e simples.
 
 
 
Viu? Olha, achei demais o nome, não podia deixar de colocá-lo aqui para rirmos juntos. Rsss…

 
Olha aí a foto que não me deixa mentir…
 
 
 
E o que é a vida sem diversão? Uma vida em preto-e-branco…não a nossa, não é queridos? 
 
Bem, na verdade, é um rocambole delicioso e muito prático de chocolate e côco. Fica bonitão e pode ser servido já cortado em fatias, como abaixo, ou inteiro, foto acima, com uns beijinhos em volta, porque o recheio sempre solta um pouco.
 
 
 
Comemos hoje no almoço, com um Cassoulet, com sotaque brasileiro, que fica para uma próximo post, combinou perfeitamente com o sal deste prato principal, um pouco em excesso.
 
Ingredientes:
 
Massa:
 
10 colheres de sopa de leite em pó
10 colheres de sopa de Nescau (usei chocolate em pó)
3 colheres de sopa de leite condensado 
Algumas colheres de leite de caca (aos poucos até dar o ponto0
 
Coloque os ingredientes em uma vasilha e amasse até obter uma massa homogênea .
Coloque a massa dentro de um saco plástico resistente (eles sugerem o de açúcar, eu usei o tipo para congelar)
Abra com um rolo.
 
Recheio
1 lata de leite condensado ( o que restou tirando as 3 colheres)
1 pacote de 250g de côco ralado
 
Misture os dois ingredientes e leve ao fogo para engrossar. Quando começar a ferver, mexa, desligue o fogo e deixe esfriar. Não empregue quente.
 
Rasgue o plástico nas laterais e no fundo, espalhe o recheio com uma colher, enrole apertando e tirando o plástico.
 
Leve a geladeira.
 
É doce para gostos infantis, como o meu…
 
 
LINDA PÁSCOA E UM BJ GRANDE.
 
Téia.
 
 
 

Bacalhau ao Creme para uma Feliz Páscoa

 


Este bacalhau é originalmente igual à Casquinha de Atum que já postei
aqui.

 
Fiz algumas alterações, bem pequenas, (estão na receita em itálico) e trouxe aqui para vocês como sugestão para a sexta-feira da paixão ou para a Páscoa. Fica divina, e é fácil de fazer, ainda dá tempo para amanhã, leva no máximo 30 minutos. Go, go, go…
 
Todo mundo gosta desta receita, creio que por ser cremosa e substanciosa. 
 
Servi com uma saladona de maçãs, cenoura, passas, presunto, alface e queijo gorgonzola.
 
Desejo a todos que veêm me visitar uma Páscoa maravilhosa, cheia de amor, fraternidade, alegrias, comidas deliciosas e muito chocolate, claro…
 
 
Receita:
 
Ingredientes (6 pessoas):
 
400g de bacalhau desfiado grosso e dessalgado
2 cenouras raladas
1 cebola ralada
2 tomates picados
2 colheres de sopa de manteiga
2 xícaras de leite quente
5 colheres de sopa de farinha de trigo
1 colher de chá de noz moscada
1 garrafa pequena de leite de coco
meia xícara de biscoito cream cracker esmigalhado
meia xícara de queijo parmesão ralado
1/3 de xícara de côco ralado seco
sal a gosto.
 
 
 
 
Doure a cebola em uma colher de manteiga. Acrescente o tomate, a cenoura e o bacalhau e cozinhe por cinco minutos. Reserve.
 
Em outra panela derreta a outra colher de manteiga e acrescente a farinha de trigo até dourar. Aos poucos acrescente o leite quente e o leite de coco, junte a noz moscada e sal a gosto, até virar um creme.
 
Junte o biscoito, o queijo e o côco ralado em uma tigela pequena até ficar bem misturado.
 
Agora junte o refogado de bacalhau com o creme acima. Coloque numa tigela refratária com a mistura do queijo+biscoito+côco misturados por cima.
Leve ao forno prè-aquecido (200º C) por 30 minutos ou até dourar.
 
Bj a todos.
 
 
16 Comentários

Publicado por em 10/04/2009 em bacalhau, côco, entrada, peixe, prato principal, salgado

 

Menu Completo – Aula com o Chef Willian Chen Yen – Receita: Galette Chocôco com Maçã ao Vinho

 
 

 
Este mês, os eventos estão de “vento em poupa.
 
Já fazia um tempo que não fazia um curso de culinária e já estava com “comichões”. Para resolver o problema, optei por uma aula que vinha namorando há um tempo, com um chef que adoro, Willian Chen Yen, do Restaurante Babel.
 
Apesar do nome e da descendência chinesa, pai e mãe, ele é carioca, e a cozinha do Babel é o que ele chama de fusion-contemporânea, ou seja uma mistura de ingredientes, molhos e técnicas orientais mesclando com a clássica cozinha ocidental.
 
Em tempos em que chef é uma celebridade, não podia deixar de mostrá-lo aqui…
 
 
 
A Aula foi um Menu Completo, com uso de maçarico culinário, entrada, prato principal com acompanhamento e sobremesa, e ele muito gentilmente me, e nos, cedeu as maravilhosas receitas.
 
Menu
 
Coquilles Saint-Jacques Brullé (com vieiras)
 
 
 
Filé Recheado com Brie e Tomate Recheado com Couscous Marroquino e Farofa de Pão
 
 
Galette Chocôco com Maçã ao Vinho
 
 
 
Vou começar o menu de trás para frente, fazendo a sobremesa, afinal, para quem me acompanha, este é a minha parte preferida em qualquer menu. As demais receitas virão em seguida.
 
É uma receita inusitada, com texturas e gostos diferentes e que se somam: cereais de milho sem açúcar, chocolate meio-amargo, côco e uma deliciosa cobertura de maçã ao vinho branco dourada no maçarico.
 
Esta, é para impressionar, se for a sua idéia, faça e depois me conta.
 
Ingredientes (2 pessoas):
 
1 xícara de Cereal de Milho sem Açúcar
1/2 xícara de côco picado em cubinhos pequenos (aqui é o pulo do gato, não rale, esta textura faz a diferença)
1 xícara de chocolate meio-amargo
1 maçã ralada
300ml de vinho branco
manteiga
açúcar refinado
 
Salteie o côco em manteiga até começar a dourar, açucare a gosto e deixe esfriar.
Derreta o chocolate em banho-mari, misture os cereais e o côco.
Molde 2 tortinhas (como base) e leve a geladeira para firmar.
Leve o vinho branco ao fogo até ferver, junte, então a maçã. Deixe levantar fervura novamente, e, então, apague o fogo e escorra bem o vinho.
Cubra a galette com a maçã escaldada, polvilhe açúcar e queime com o maçarico.
 
Obrigada Wilian, sua aula é nota 10, como te falei, você tem o dom de ensinar, parabéns!
 
Bj grande.
 
Téia.
 

Quindão Perfeito

 
 

Hoje, o Banquetes faz 6 meses de postagem, já foram muitas receitas e muitas amizades virtuais. Resolvi comemorar com uma de minhas receitas preferidas, o QUINDÃO. Descobri no mundo dos blogs uma terapia gratuita, amo, amo, amo tudo relacionado a ele, nunca tive um senão desde junho até aqui, é o que sempre digo para o marido, só tem gente boa, educada e querida neste mundo. Vida longa aos blogueiros!!!
 

Queridos, o Natal passou, a comelança começou a diminuir, mas as fotos estão aí para não me deixar mentir, teve muita fartura e delícias aqui em casa, inclusive com algumas comemorações antes do dia 24.

Foi a primeira vez que fizemos uma ceia aqui em casa. Fiquei muito feliz, vieram a família e alguns amigos, e teve repeteco no dia 25 só com a família…Para mim foi muito especial…

Aí vão as fotos para vocês participarem do evento.
 
A mesa com os aperitivos, estão faltando muitos deles, mas era só para vocês verem o todo.
 
Fiz petiscos de ameixa+cream cheese+copa, espetinhos de tomate cereja+queijo+abobrinha, patê de ervas, torradas,cenouras e pepinos gelados, amendoins, frutas secas e castanhas.
 
A mesa principal
 
O pernil com farofa de damasco, calabresa, castanha-do-pará e bacon feitos pela Mamy, ao fundo o arroz de amêndoas torradas
 
 
O Chester feito por mim e pela sogra, com molho de espumante, laranja e coberto de bacon e recheado com cebolas e acompanhado por farofa de cream craker
 
 
O Bacalhau do Porto com batatas, cebolas, pimentão e muito azeite
 
 
Agora, as sobremesas, minha parte preferida..
 
Mousse de damasco com calda de damasco
 
 
 
Delícia de Banana com Chocolate, receita já postada aqui, só peguei metade do creme e acrescentei 3 colheres de sopa de chocolate em pó
 
 
 
A Torta Alemã feita pela Mamy
 
 
 
A receita que escolhi para publicar foi a do quindão( foto no início do post). Este é o melhor, mais fácil e mais cremoso quindão que conheço.
 
Já havia feito diversas receitas de quindão, mas depois que descobri esta, há alguns anos, nunca mais fiz outra. Há um diferencial nesta receita, o acréscimo do leite de côco na massa, que não é comum, e dá um gosto mais sofisticado ao doce, e, por dispensar fazer a calda de açúcar, que pode fazer a receita dar errado. Gosto de usar côco fresco, mas se fizerem com o seco, é só colocar de molho por 10 minutos em 1/2 xícara de leite morno, depois escorra.
 
Podem fazer desta a sua receita de quindão, sempre dá certo.
 
Ingredientes
 
24 gemas sem película
500g de açúcar refinado
200 ml de leite de côco
100g de côco ralado
2 colheres de sopa de manteiga derretida
6 gotas de corante laranja (não usei porque tinha acabado, mas a cor fica mais bonita)
 
Unte uma fôrma de pudim pequena com manteiga e polvilhe açúcar refinado, leve ao freezer por 15 minutos. Este é o pulo do gato para o quindim não grudar na fôrma e ficar em pedaços.
 
Passe as gemas pela peneira e coloque em um refratário, bata por 1 minutinho com o fuet, acrescente o açúcar, o leite de côco, o côco ralado, a manteiga derretiva e bata até misturar bem. Coloque na fôrma e leve ao forno em banho-maria por 1 hora e 10 m em 200º.
 
AAAAMOOOO QUINDÃO….
 
Aos poucos vou postando as demais sobremesas…e alguns dos salgados também…
 
Agora quero agradecer o prêmio dado pelos meus amigos “viajandões” Dig e Bia do blog Casa na Estrada . Eles estão descobrindo coisas incríveis pelo Brasil, não percam, vão lá visitá-los) que me homenagearam com um selo lindo de golfinho, o ” Blog Simpático”. Eu tento, eu tento…hehehe…
 
Os dois eram os amigos mais presentes em nossas vidas, quase toda semana tinha um churrasco ou reunião para nos encontrarmos, na deliciosa casa deles, sinto muita falta destes momentos. Ainda bem, que um dia eles voltam….