RSS

Arquivo da categoria: camarões

Cassoulet de Frutos do Mar ao Curry

MJ9Estudio-3 (1)

Vocês sabem que casssoulet é uma espécie de feijoada com feijão branco, né?  Então, esta receita é um prato com feijão branco, mas é a única coisa em comum com um Cassoulet, o resto é uma total releitura.

Tem mais de um ano que ensaio esta receita. Vivia adiando fazê-la por vários motivos, não tinha os ingredientes, nem oportunidade, preguiça, etc.

Enfim, no final de semana passado resolvi fazer e estou muito arrependida…..DE NÃO TER FEITO ANTES…

Ficou MUITO BOM. Modéstia à parte. Aliás vi uma frase outro dia que me dá “licença poética” para esta e qualquer outra receita que apareceu ou aparecerá por aqui. Modéstia é para os fracos. KKKK. Frase muito pretensiosa, mas verdadeira.

Sério agora, o molho leva creme de leite fresco, curry e temperos deliciosos, e juntamente com os frutos do mar e o feijão ficou uma proposta bem original e impressionantemente leve, fresca e aromática.

É um pouco elaborada pois temos que fazer o feijão, depois grelhar os frutos do mar e fazer o molho, mas é um trabalho que esquecemos quando provamos a comida.

Típica idéia para inovar e surpreender nosso paladar e nossos convives.

MJ9Estudio-7

Receita levemente adaptada da Revista Casa & Comida de junho/julho de 2012.

Serve 6 pessoas.

1 kg de frutos do mar (lula, polvo e vôngole)

500 g de camarão grande

500 g de feijão

2 cebolas grandes (1 inteira e 1 picada)

1 cabeça de alho cortada ao meio

2 dentes de alho picados

1 folha de louro

4 tomates picados ou 1 lata de molho de tomate caseiro

2 colheres de sopa de tomilho

4 colheres de sopa de salsinha bem picadinha

100 g de manteiga

400 ml de creme de leite fresco

150 ml de vinho branco

1 colher de sopa de curry amarelo

1 pimenta dedo-de-moça picada ou 1 colher de chá de tabasco

Sal e pimenta do reino a gosto

MJ9Estudio-1 (4)

1. Coloque o feijão de molho por no mínimo 4 horas. Gosto de deixar de molho a noite toda. Depois leve-o para uma panela de pressão com a cebola cortada em dois grandes pedaços, a folha de louro, e a cabeça de alho cortada na metade e um pouco de sal. Cozinhe-o até os grãos ficarem macios, mas cuidado para não deixá-los  muito moles pois serão mexidos com os frutos do mar e com o molho. Reserve.

2. Tempere os camarões e os frutos do mar com sal e pimenta-do-reino. Reserve

3. Leve a uma panela metade da manteiga e um fio de azeite e frite a cebola, doure o alho e  acrescente a pimenta dedo-de-moça. Inclua o tomilho e o curry e espere aquecer.  Ponha os tomates picados, ou o molho de tomate e aqueça.Inclua o vinho branco e espere evaporar o álcool, coloque o creme de leite e deixe por 5 minutos ou até reduzir ligeiramente o molho. Coloque o sal e a pimenta do reino. Reserve.

4. Grelhe os camarões e os frutos do mar em uma frigideira com o restante da manteiga e o azeite, em etapas, aos poucos. Isto evita que eles soltem muita água. Reserve.

5. Coloque em uma panela grande os feijões, os frutos do mar e o creme de curry. Por último inclua a salsinha e acerte o sal.

Sirva rapidamente com arroz de coco.

MJ9Estudio-5 (2)

Para 6 xícaras de arroz pronto inclua um pacote de 50 g de coco seco em flocos queimado. É só fritar ligeiramente em frigideira anti aderente em fogo médio até dourar.

Bj a todos.

Téia.

Anúncios
 

Camarão ao molho de laranja e arroz com cogumelos


Ultimamente, mais do que o normal, tenho optado por receitas rápidas.

Esta decisão não compromete em nada o resultado e o sabor do pratos.

Com o tempo a gente aprende a selecionar ótimas receitas que sejam do nosso interesse, dentro do tempo disponível, e práticas.

Garanto a vocês que levei 20 minutos para preparar e ainda assim agradou bastante. (Tá, a opinião foi do marido, que adora tudo que eu faço, suspeito até…mas eu que sou minha maior crítica, também gostei)

Vamos lá, é rapidinho….

Para 2

500 gramas de camarões grandes temperados com sal e pimenta
1 colher de sopa de azeite
2 colheres de sopa de manteiga
1/2 cebola ralada
2 colheres de sopa de farinha de trigo
1 e 1/2 xícara de leite quente
3/4 xícara de suco de laranja morno
1/2 caixinha de creme de leite
1 colher de sopa de raspas de laranja

1/2 tablete de caldo de legumes dissolvido no suco
1 colher de chá de açúcar

Frite o camarão com o azeite e uma colher de manteiga. Reserve.

Faça um molho branco: derreta o restante da manteiga, doure a cebola e acresente a farinha até dourar, vá colocando o leite quente aos poucos, o suco e o creme de leite por último até formar um creme. Após incluir o creme de leite, não deixe ferver, com o suco cítrico pode talhar, tenha cuidado. Inclua o açúcar, as raspas e verifique o sal.

3 xícaras de arroz branco pronto
1 colher de manteigal
200g de cogumentos

Derreta a manteiga e saltei os cogumelos, acrescente o arroz.

Sirva tudo super quente.

Bj a todos.

 
23 Comentários

Publicado por em 03/11/2009 em arroz, banquetes, camarões, prato principal

 

Arroz de Camarão, Provolone e Manjericão


Post rápido, receita rápida, visita ao blog rápido. A culpa? Construção em casa, eventos no final de semana e muitas atividades, como sempre.

Apesar disto, sempre dou um jeito de vir aqui matar meu vício de postar e falar sobre comida, e claro, manter contato com todos vocês.

Fiz para um domingo ensolarado e comemos olhando para o verde.

A receita é simples, e ótima para aproveitar restos de arroz, e fica muito boa, principalmente pelo queijo provolone, que por ter bastante personalidade, não ficou apagado pelo camarão sempre líder de sabor. Experimentem!

Receita (para 2):

4 xícaras grandes de arroz pronto
100 g de queijo provolone
300 g de camarão
1 xícara de molho de tomate pronto
3 colheres de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de cebola ralada
1 colhere de chá de alho picado finamente
4 colheres de sopa de manjericão fresco
2 colheres de sopa de gergelim vermelho

Pique 70 g do provolone em cubos pequenos e rale o restante. Tempere o camarão com sal e pimenta do reino e grelhe com 1 colher de sopa de manteiga e uma de azeite. Reserve.

Leve ao fogo a manteiga e doure a cebola e o alho, acrescente o molho de tomate, o arroz, o camarão e o manjericão, até aquecer bem. Integre, então, o provolone em cubos. Imediatamente, desligue o fogo e tampe a panela, deixe por 1 minuto, para derreter levemente o queijo. Sirva a seguir, polvilhado com o restante do queijo ralado e o gergelim.

Bj a todos.

 
28 Comentários

Publicado por em 30/08/2009 em banquetes, camarões, ervas, prato principal, queijo

 

O Melhor do Chile

As férias já acabaram há duas semanas, mas eu ainda não entrei no meu ritmo normal. Preguiça, muita preguiça….
 
Conforme prometido, coloco aqui um breve relato sobre os melhores lugares, comidas, bebidas, passeios e impressões sobre o Chile.
 
Ficamos 10 dias, sendo 3 em Viña del Mar cidade litorânea e o restante na capital Santiago.
 
Viña é uma cidade charmosa, florida e aconchegante, mas apesar da vista do mar, esta da foto abaixo, que víamos da janela do nosso quarto, faz frio, o vento é gelado, não dá para curtir como aqui no Brasil, mas valeu a pena conhecê-la. 
 
 
 
Aqui em conhecemos – o restaurante mais charmoso  – com uma comida refinada e aconchegante, com uma execução e apresentação perfeitas.
 
Delícias del Mar
 
 
 
 
 
 
Já Santiago é moderna, contemporânea e bem mais quente, totalmente rodeada por montanhas, aliás, a Cordilheria dos Andes.
 
 
 
O Melhor Passeio – Vale Nevado – Cordilheira dos Andes
 
Viagem de 2 horas de ônibus com lindas montanhas. Este é o ponto mais perto da neve que podemos chegar, afinal estamos no verão. Olha que visual lindo…
 
 
Depois, passeio de teleférico e almoço maravilhoso, totalmente surpresa, estavamos esperando um lugar simples, mas o restaurante é sofisticado e a comida deliciosa.
 
Frango super macio com lulas. Extra diferente!!!
 
 
Sobremesa: Mousse de chirimoia, fruta chilena, lembra de longe a graviola, gostosa e diferente.
 
 
O Melhor Restaurante Gourmet
 
Astrid y Gastón
Entradas e peixes divinos, sabores inesquecíveis, ambiente lindo e atendimento refinado. A sobremesa foi o melhor tiramissu que já comi, derretia na boca. Dizem ser o melhor e mais caro restaurante de Santiago. Eu só posso concordar. Daqueles que nós lembramos para o resto da vida. Bairro da Providência.
 
 
 
 
 
 
 
A Centolla – O fantástico carangueijo do Pacífico
 
 
 
 

Carne suculenta, adocicada e o preço alto vale cada centavo. Não deixem de provar, aparece nos sonhos….
 
A melhor sorveteria, Munchi’s, fica no shooping Arauco. Fomos em mais duas que são muito famosas, e não gostamos de nenhuma, em compensação, esta arrasou.
 
 
 
Eu tomei sorvete de doce de leite e o marido de menta e chocolate e super chocolate. Cremoso e com gosto forte do ingrediente.
 
 
 
Os melhores vinhos, provados na visita à Vinícula ConchoyToro
 
O famoso Merlot Casillero del Diablo
O fresquíssimo, frutal e suave Chardonnay Amélia
E o nosso preferido pela originalidade, cremosidade e aromático Shiraz Rosé também Casillero
 
 
 
 
A entrada mais degustada, e uma de nossas preferências em frutos do mar, há bastante tempo, o conhecido Ceviche, comemos em quase todos os restaurantes citados aqui
 
 

 

 

O restaurante revelação – Asian Bistrô, fica no shooping Boulevard, mais conhecido como Arauco
 
Comemos esta carne macia, com verduras e aji, pimenta chilena. Divino!!!
 
 
 
E a sobremesa, três tipos diferentes de Creme Brulè – Café, Côco e Chocolate
 
 
 
Bom, estas foram as melhores experiências, e houveram outras ótimas também, mas não dá para postar tudo. Concentrei-me nas gastronômicas, afinal este é um blog predominantemente culinário.
 
Espero que gostem, e se forem ao Chile, aproveitem as dicas. Foram feitas para você com todo o nosso carinho.
 
As lindas fotos são todas do marido Milton Moraes. Sem falsa modéstia, ele é um fotógrafo muito talentoso…
 
Bj a todos.
 
Téia.
 

Voltei!!! Com Loló de Camarão

 

Queridos, um dia a moleza acaba e temos que voltar ao batente e a vida “real”, já que férias é fantasia, não é realidade.
 
Adoramos o Chile e em breve voltarei com dicas especiais, fotos interessantes e pratos lindos. Como o fotógrafo ainda está editando as fotos (foram “só” 1.200 fotos) e eu ainda estou matutando e resumindo o que colocar aqui, afinal, foram 10 dias e seria impossível colocar tudo…
 
Conforme falei com vocês a comunicação aconteceu, mas foi difícil, o povo chileno fala casteliano, não o espanhol que estudamos no cursinho, e rápido, muuuito rápido. Lá eu me senti normal, já que aqui todo mundo reclama que falo rápido, e falo mesmo….Ah, mas foi ótimo….
 
Vim aqui só para dar o “ar da graça” porque estava com saudades de vocês e do meu blog.
 
Fiz esta receita antes de viajarmos e  amamos. Pode parecer diferente a nomenclatura de Loló, e não Bobó, como estamos acostumados. Acontece que o talentoso chef José Hugo Celidônio o batizou em seu livro História e Receitas (1ª edição de 1998)  quando trocou a mandioca (ou aimpim) por mandioquinha (ou batata-barôa).
 
Fica divino, não tem outra definição, este tubérculo é muito mais fácil de trabalhar do que a mandioca. Para quem nunca fez bobó, aconselho a começar por este. D. Mandioca não é fácil. Para bater a massa, mesmo no processador, “é uma luta”, ela fica dura e gosmenta, tem que ser feita de pouco em pouco, suja tudo, enfim, vai por mim, a “prima rica, a mandioquinha, mantém a textura e acrescenta uma linda cor dourada, mais sabor e leveza e um toque adocicado.
 
 
 
A receita peguei do bobó da minha mãe, que é perfeita, dei uma simplificada, e só troquei a mandioca pela mandioquinha.
 
Segue a receita para 4 pessoas:
 
500g de camarões grandes 
500g de mandioquinha
1 vidro de leite de côco pequeno
2 colheres de sopa da azeite
2 colheres de sopa da azeite de dendê (troquei por azeite comum)
1/2 cebola picada
1 dente de alho picado
4 tomates picados, sem pele (usei 1 lata de molho de tomate)
1/3 xícara de cheiro-verde bem picadinho(usei salsa e coentro, o último é fundamental) ou à gosto
1/2 pimentão picado
Sal e pimenta do reino à gosto
 
Tempere os camarões com o sal e a pimenta. Reserve.
Leve a mandioquinha cortada em rodelas e descascada ao fogo cobrindo com água, até ficar macia. Bata no processador (ou liquidificador) com a água do cozimento e o leite de côco. Reserve.
Refogue os camarões em azeite por 3 minutos. Reserve.
Refogue a cebola e o alho nos azeites, junte os tomates ou o molho de tomates, o pimentão e metade do cheiro verde.
Junte a este molho os camarões e o creme de mandioquinha. Mexa bem.
Deixe ferver em fogo baixo por 5 a 10 minutos até ficar cremoso.
Acerte o sal, desligue e acrescente o restante do cheiro verde.
 
Comam rezando!!!
 
Bj a todos.
 
Téia.
 
34 Comentários

Publicado por em 15/03/2009 em banquetes, camarões, prato principal, salgado

 

Talharim ao Molho de Camarões e Creme de Tapioca com Coulis de Manga ou Calda de Nutella

 
 

Nosso Reveillon foi muuuito bom, sossegado, em casa, eu e marido. Minha família está toda viajando e resolvemos ser só ele e eu.

Menu prático e rápido.Talharim com Molho de Camarão e Erva-doce e de sobremesa um Creme de Tapioca com 2 molhos: coulis de manga ou molho de nutella.

A receita do talharim tenho há alguns anos, da época da Confraria dos Babetteiros, mas nunca tinha feito. Ficou maravilhosa, o marido tem uma semana que não fala de outra coisa…é bom quando a gente acerta…

O Creme de Tapioca veio da super diva Simone do Chocolatria, já os molhos foram um pouco de “invencionisse” dessa que vos escreve. Um Salton Demi-Sec para brindar e fomos felizes…  

Talharim

Ingredientes: 

350 g de talharim fresco (faz toda a diferença, não troque)

1 e 1/2 lata de pomodori pellati
1 colher de sopa de manteiga+1 fio de azeite
1/2 cebola picada
1 dente de alho
1 colher de sopa rasa de sementes de erva-doce
1 dose de conhaque
1/2 caixinha de creme de leite
450 g de camarões grandes
1 colher de chá de açúcar (pode colocar mais se quiser)
1 colher de chá de Tabasco ou molho de pimenta
Sal e pimenta do reino à gosto
Parmesão ralado na hora
 
Coloque a água para ferver, usei 2 litros.

Derreta o azeite com a manteiga, acrescente a cebola e doure, após o alho e os camarões. Quando estiverem dourados, flambê-os com o conhaque. Reserve.

Na mesma frigideira, acrescente o pomodori, corriga a acidez com 1 colher de chá de açúcar, tempere com sal, e pimenta do reino , acresencente o creme de leite. 

Coza a massa no tempo determinado pelo fabricante, no meu caso foram 3 minutos. Massa freca é rápida.

Retorne o camarão, acrescente a pasta já cozida e finalize com parmesão ralado.

Sirva em prato aquecido com pães. Eu servi com torradas e patê de tomate seco.

A receita do Creme de Tapioca, tirei daqui. Segui tal e qual, que não sou “besta” de mudar receita de profissional nota 10. Quer dizer, mudei a calda, mas era para aproveitar as mangas do quintal de casa.

 

Os molhos:

Coulie de Manga: usei 1 manga grande, bati com 1/2 xícara de água, 2 colheres de sopa de açúcar e 2 colher de sopa de limão. Bati no liquidificador, coei, gelei e coloquei por cima do creme. Levei à geladeira.

Calda de Nutella: 1 colher de sopa cheia de nutella, 2 colheres de sopa de creme de leite e 2 colheres de sopa de leite. Levei ao micro por 2 minutos, mechendo na metade do tempo, deixei amornar e coloquei por cima do creme. Levei à geladeira.

Servi em copinhos, (sou apaixonada por eles, muito antes dos blogs, mas agora mais ainda porque os danadinhos fotografam bem, confira nas fotos), e coloquei 2 colheres de chá ou de um ou de outro.

Rende muito, deu 12 copinhos e mais uma tigela, creio que se forem só copinhos, daria o dobro, ou seja 24 pequenas delícias. Passei o dia 1º comendo colheradas deste creme. Huuum….

Bj a todos.

 

Camarão tailandês com coentro e risoto de côco e um aniversariante querido


Mais um desafio do blog Colher de Tacho, que eu faço questão de participar porque sou fã das comandantes Tina, Laila e Mike.

Além disto, resolvemos plantar umas ervas em jardineiras aqui em casa e cresceram lindamente a salsa, a sálvia e o coentro, rá, as meninas adivinharam.

Marido comprou aqui para casa uns bons quilos de camarões VG, lindos e deliciosos, já fiz duas receitas e ainda tem um bucado, as duas levavam coentro e fiquei em dúvida, mas escolhi esta porque ficou maravilhosa e também porque tem meses que eu tô namorando ela, e finalmente domingo passado consegui fazê-la.
Esta receita, foi uma mistura de uma receita da chef Alice, que nos deu uma dica ótima para usá-lo como recheio de crepes, só que era com frango e de uma receita da revista Alta Gastronomia que o fôfo do marido me deu de presente a assinatura há 2 anos. A receita era de camarões grelhados e achei que um molho oriental daria um “up” na receita. Aconselho comprarem é de altíssima qualidade e a editora é honestíssima e eficente. Olha ela aí.
Fiz meus toques, claro, e adoramos aqui em casa. Espero que gostem.
Aproveito e ofereço este prato para um amigo queridíssimo que também é blogueiro e que está fazendo uma super aventura juntamente com a esposa/companheira Bia (minha irmã de coração) de conhecer o Brasil e parte da América do Sul em um motor home. Ai que vida dura de vocês dois, viu? Vão lá conhecer o blog deles, tá aí na minha lista de blogs amigos casanaestrada.blogspot.com. Ah, porque a oferta? Porque ele fez anos no dia 23 de outubro. Parabéns Dig, tudo de maravilhoso na sua vida. Vocês fazem muita falta. Aproveitem muito, mas voltem logo.
Camarão tailandês com coentro
300g de camarão VG descascado e limpo (sem vísceras)
200 ml de creme de leite light
100 ml de caldo de camarão ou legumes
1 colher de sopa de manteiga
2 colheres de chá de curry
1 maçã verde descascada e cortadas em quadradinhos
3 colheres de sobremesa de coentro
1 colher de sobremesa de salsa e 1 de cebolinha picadas
1 cebola ralada
sal e pimenta-do-reino a gosto
Tempere o camarão com sal, pimenta e 1 colher do curry. Deixe tomar gosto por 10 minutos, enquanto isto, faça o molho.
Derreta metade da manteiga com o azeite e frite metade da cebola, acrescente o caldo, o creme de leite, o curry e a maçã e mexa por 5 minutos, ou até ficar um molho aveludado. Acrecente sal e pimenta a gosto, o coentro, a salsa, a cebolinha e reserve.
Derreta a manteiga com um fio de azeite e doure a cebola. Adicione o camarão e frite os camarões por 3 a 5 minutos. Mais do que isto, pode deixar a textura “borrachenta”.
Risoto de côco
200g de arroz arbório
1 litro de caldo de legumes (2 tabletes ou saquinhos de caldo pronto)
80 g de côco ralado, usei o fresco, mas pode ser o industrializado
150 ml de vinho branco, usei espumante
2 colheres de sopa de queijo parmesão
50 ml de leite de côco
2 colheres de sopa de manteiga
1/2 cebola picada
Sal e pimenta do reino a gosto
Derreta 1 colher da manteiga com um fio de azeite, acrescente a cebola e doure-a, acrescente o arroz e mexa, depois o espumante, deixe evaporar um pouco, vá acrescentando o caldo aos poucos, sem parar de mexer, acrescente o côco ralado, o leite de côco, até o grau ficar cozido, acrescente o restante da manteiga e o queijo ralado.
Bj a todos.
 
33 Comentários

Publicado por em 28/10/2008 em banquetes, camarões, côco, desafios