RSS

Arquivo mensal: fevereiro 2009

Pão ao curry com recheio de tomate seco e salsicha

 
Como também sou filha de Deus e tiro férias, aviso a meus amigos, leitores e queridos blogueiros que o Banquetes e Lanchinhos entrará em recesso por alguns dias.
 
Voltarei com novidades, lugares lindos, pratos típicos e até receitas, se conseguir me comunicar em español com os chilenos.  Olha que estudei alguns anos da língua e tenho até diploma de conclusão do curso, massss, nossos amigos de língua espanhola nem sempre têm paciência de ouvir o meu sotaque brasileiro e meus segundos de pensamento para lembrar as palavras vistas há 3, 4 anos atrás, além disto, já soube que eles gostam tanto de nós que querem aprender nossa língua. Então, vamo que vamo. Na volta conto tudo…
 
Deixo aqui para vocês uma receita de despedida para fechar com chave de ouro este ciclo de trabalho, corre-corre e muita comida.
 
Um pão de curry com recheio de tomate seco e salsicha, de comer ajoelhada, da Si do blog Chocolatria (só para variar).
 
Aviso que foi meu primeiro pão de sovar, sem usar a MFP. Sempre falei que pão não era muito a minha praia porque exige paciência (qualidade que não tenho, se bem que na cozinha sou chegada em coisas trabalhosas. Bem, hobby é hobby…), aquela coisa de deixar crescer e tal. Que nada, foi tranquilo e ficou maravilhoso, sem defeitos, a massa é ótima, levinha e desmancha na boca, o recheio combina perfeitamente com o gosto discreto, mas importante do curry. Fiz algumas adaptações e já coloco a receita com elas.
 
Preciso dizer de novo? Façam!!!!
 
 
 
 
Curry Hot Dog com Pasta de Tomate Seco
 
250 g de f. de trigo e cerca de 100 g para dar o ponto
5 g de fermento biológico seco instantâneo (meio pacote)
2 colheres de sopa de açúcar
180 ml de leite morno
60 ml de óleo
1 colher de chá de sal
1 ovo médio
3 colheres de chá de curry ou a gosto
1 gema batida para pincelar
Gergelim preto para salpicar
 
Recheio:
 
6 salsichas cortadas ao meio, ou 12 mini salsichas,usei a de frango
Cerca de 200g de tomates secos processados (bati no liquidificador com 4 colheres de sopa de água) para proporcionar cremosidade
 
Numa tigela junte: o fermento, açúcar, ovos, leite morno e óleo. Misture bem. Aos poucos adicione os 250 g de farinha, misture o restante da farinha até soltar das mãos. Sove por uns 5 a 8 minutos (sovei por 10 minutos).
Cubra com filme plástico (ou pano) e deixe crescer por 1 hora ou até dobrar de tamanho.
 
Separe 12 bolinhas, jogue farinha na pedra ou na forma, nivele com a mão, passe um rolo e deixe uma bola achatada de tamanho pequeno. Passe o creme de tomate, coloque metade da salsicha e feche dobrando as pontas para dentro.
 
Deixe crescer por mais 1 hora. Pincele com a gema e polvilhe o gergelim.
 
Pré-aqueça o forno em 220º por 10 minutos, asse os pães por mais 10 minutos, abaixe o forno para 180º.
 
Bj muito grande a todos e até a volta.
 
Téia.
 
25 Comentários

Publicado por em 27/02/2009 em cozinha amiga, pães, salgado, tomates

 

Filé com brie e tomate recheado com couscous marroquino

 


 


Continuando as receitas da aula do chef William, segue ingredientes e modo de fazer.

 
Ingredientes (2 pessoas)
 
2 medalhões de filé mignon de 5 cm de altura
2 cubos grandes de queijo brie
2 tomates médios
1 xícara de couscous marroquino
1 colher de sopa de cebola em cubinhos
1 colher de sopa de cenoura em cubinhos
1 colher de sopa de azeitonas picadas
1 fatia de pão de forma 
1 colher de sopa de mantiga
1 dente de alho picado
2c.s de ervas frescas
azeite, sal e pimenta
 
Hidrate o couscous e deixe abafar ppor 15 m. Refogue a cebola e a cenoura em azeite. Junte o couscous, trablahando para quebraros gurmos. Adicionae azeitona, acerte o sal e pimenta e regue genorosamente ocm azeite.
 
Frite o alho na manteiga. Junte as ervas picadas e depois o pão triturado. Saltei até secar e começar a dourar. Acerte o sal.
 
Corte um tampo do tomate e o reserve para decoração. Cave a parte interna com uma colher, removando todas as sementes. Rechei com o couscous e cubra com a farofa de pão. Leve ao forno para assar rapidamente, somente até a farofa começar a tostar. Reserve.
 
Amasse o medalhão com a mão e abra um bolso com faca fina. Tempera a parte interna com pimenta, insira o brie e feche manualmente as bordas como se fosse uma massa de pastel. Se quiser, passe um palito de dente para impedir sua abertura. Tempere com sal e pimenta, grelhe numa frigideira até dourar e sirva com o tomate.
 
O chef decorou o prato com um bom pedaço de shimeji passado no azeite e dourado no maçarico.
 
Bj a todos e ótimo fim de carnaval!
 
Téia.
 
 
13 Comentários

Publicado por em 24/02/2009 em carnes, couscous, desafios, queijo

 

Menu Completo – Aula com o Chef Willian Chen Yen – Receita: Galette Chocôco com Maçã ao Vinho

 
 

 
Este mês, os eventos estão de “vento em poupa.
 
Já fazia um tempo que não fazia um curso de culinária e já estava com “comichões”. Para resolver o problema, optei por uma aula que vinha namorando há um tempo, com um chef que adoro, Willian Chen Yen, do Restaurante Babel.
 
Apesar do nome e da descendência chinesa, pai e mãe, ele é carioca, e a cozinha do Babel é o que ele chama de fusion-contemporânea, ou seja uma mistura de ingredientes, molhos e técnicas orientais mesclando com a clássica cozinha ocidental.
 
Em tempos em que chef é uma celebridade, não podia deixar de mostrá-lo aqui…
 
 
 
A Aula foi um Menu Completo, com uso de maçarico culinário, entrada, prato principal com acompanhamento e sobremesa, e ele muito gentilmente me, e nos, cedeu as maravilhosas receitas.
 
Menu
 
Coquilles Saint-Jacques Brullé (com vieiras)
 
 
 
Filé Recheado com Brie e Tomate Recheado com Couscous Marroquino e Farofa de Pão
 
 
Galette Chocôco com Maçã ao Vinho
 
 
 
Vou começar o menu de trás para frente, fazendo a sobremesa, afinal, para quem me acompanha, este é a minha parte preferida em qualquer menu. As demais receitas virão em seguida.
 
É uma receita inusitada, com texturas e gostos diferentes e que se somam: cereais de milho sem açúcar, chocolate meio-amargo, côco e uma deliciosa cobertura de maçã ao vinho branco dourada no maçarico.
 
Esta, é para impressionar, se for a sua idéia, faça e depois me conta.
 
Ingredientes (2 pessoas):
 
1 xícara de Cereal de Milho sem Açúcar
1/2 xícara de côco picado em cubinhos pequenos (aqui é o pulo do gato, não rale, esta textura faz a diferença)
1 xícara de chocolate meio-amargo
1 maçã ralada
300ml de vinho branco
manteiga
açúcar refinado
 
Salteie o côco em manteiga até começar a dourar, açucare a gosto e deixe esfriar.
Derreta o chocolate em banho-mari, misture os cereais e o côco.
Molde 2 tortinhas (como base) e leve a geladeira para firmar.
Leve o vinho branco ao fogo até ferver, junte, então a maçã. Deixe levantar fervura novamente, e, então, apague o fogo e escorra bem o vinho.
Cubra a galette com a maçã escaldada, polvilhe açúcar e queime com o maçarico.
 
Obrigada Wilian, sua aula é nota 10, como te falei, você tem o dom de ensinar, parabéns!
 
Bj grande.
 
Téia.
 

Téia no Correio Brasiliense

 

Sábado passado participei de uma matéria do Correio Brasiliense, o jornal mais lido de Brasília, em uma coluna intitulada TESTE BRASÍLIA, fazendo uma desgustação de Café com Estilo, ou seja, aqueles cafés especiais que lembram drinks requintados. 

 Logicamente queria começar agradecendo a equipe do Jornal que descobriu o blog e me contactou: a Mariana Ceratti, a Gabriela Almeida e o Tiago Faria. Pessoal, muito obrigada, foi uma experiência deliciosa, prazerosa e única.
 
Fomos eu, mais duas degustadoras, o Tiago que é o repórter, a fotógrafra Zuleika e o motorista (não sei o nome dele) em uma van, e experimentamos 12 drinks. Sim,  12. Com direito ainda a um pães de queijos providenciais para quebrar um pouco o doce das bebidas. Deus existe!
 
Os estabelecimentos visitados foram, na sequência: Café à Capella, Grenat Cafés Especiais e La Parra Café. Fomos muito bem recebidos em todos os lugares. Agradeço a todos também.
 
Bem, a minha opinião é a seguinte: os três são super recomendáveis, os cafés estavam bem executados, o atendimento ótimo e o ambiente caprichado.
 
O que vai diferenciar é o que cada pessoa quer naquele momento ou o seu gosto pessoal por este ou aquele tipo de café e suas misturas.
 
O Café à Capella tem um ambiente informal, tipo bistrô, aberto e clean. As meninas e eu entendemos que era o melhor lugar para um café-da-manhã, tocava uma musica clássica deliciosa e eles arrasaram no Café com Paçoquinha, delicioso. O cardápio de comidas é o melhor de todos, com opções tradicionais como pães e sanduíches e com o adicional de cuscuz, aqueles de milho, não o marroquino de semolina, e as tapiocas, ambos com recheios diversos. Tivemos um barista explicando a origem e as espécies de cafés, bem interessante.
 
Já o ambiente mais requintado e romântico é o do Grenat Cafés Especiais, pretendo levar o marido lá um dia, achei o atendimento deles muito bom. Os cafés, estavam excelentes e seu cardápio foi o que mais me agradou, pela sua variedade e originalidade. Amei todos, o smothie de café com banana era o mais diferente, o de avelãs parecia um sorvete e o de creme de limão flambado com Contreau a mistura mais inusitada. Os proprietários nos deram muitas explicações e foram muito atenciosos. Logo na entrada percebi um diferencial, e avisei ao Tiago, eles vendem cafeteiras, máquinas de capuccino, xícaras, jarras, produtos para barista e até produtos de beleza com café, cremes, sabonetes, shampoos e condicionadores, em embalagens lindas.
 
O La Parra Café fica em um shooping e tem uma proposta mais descontraída, sem deixar de lado a qualidade e o excelente atendimento (a gerente é uma simpatia), e a rapidez, foi o único a trazer todos os drinks quase ao mesmo tempo, e não esperamos nem 10 minutos para 4 drinks feitos um por um. Achei interessante que o quarto nós não havíamos pedido, era um com morangos, ela ouviu a gente comentando que seria interessante e nos trouxe. Muito atenciosa, não é mesmo? Ah, aqui provamos cafés especiais com coco, nutella, morango e limão, todos ótimos, mas o melhor de todos, que foi unanimidade foi o Fresquíssimo: café, limão, gengibre e sorvete, fantástico.
 
Como disse o Tiago na matéria, falando em meu nome: foi a descoberta mais surpreendente do dia, este de limão é um dos cafés mais diferentes que provei na minha vida e definitivamente, cheguei a conclusão de que gosto mesmo é de café gelado. 
 
Bem, conforme havia prometido ao Tiago, tentei fazer o Fresquíssimo aqui em casa. Claro que sem a receita não ficou igual, mas ficou bem próximo. Gostamos.
 
Comentário do marido: foi pouco!!! Detalhe, olha o “tamanhozinho” da taça que estava o drink, aquelas enormes de vinho tinto.
 
Taí a minha contribuição como cozinheira nessa “aventura gastronômica”.
 
Fresquíssimo by Téia
 
3 bolas de sorvete de creme
1 limão pequeno (todo o suco e metade de raspas) 
1 xícara de leite integral
3 colheres de sopa de capuccino pronto (achei que assim o café ficaria mais cremoso)
 
Bata em um mixer, ou se não tiver, como eu, bata com o fuet em vasilha um pouco maior, se bater no liquidificador a bebida não vai ficar cremosa. Sirva imediatamente. 
 
Endereços:
 
Café à Capella – 109 Norte Bloco A loja 20 – fone 3965-5152
Grenat Cafés Especiais – 201 Sul Bloco A loja 5 – fone 3322-0061 
La Parra Café – Alameda Shopping 1º subsolo – Taquatinga – fone 3352-1908
 
21 Comentários

Publicado por em 14/02/2009 em banquetes, bebidas, café, fora da cozinha, limão

 

Lassi de Manga e Cardamomo e uma Caixa de Surpresas

 

 
Sempre falo que uma das coisas que mais amo nos foodblogs são as amizades que fiz com minhas amigas blogueiras. Existe, pelo menos umas 20 que eu gostaria de conhecer pessoalmente, que fizesse parte da minha vida além do virtual.
 
Muitas delas, já me correspondo por e-mail e já sei um pouco de suas vidas, já fiz algumas de suas receitas, sei o nome do marido, dos filhos, e o mais legal e que era fã delas, e hoje são minhas amigas.
 
Weel, isto tudo para dizer que recebi de presente de Ano Novo uma caixa linda, linda, maravilhosa, recheada de guloseimas, condimentos, utensílios de cozinha,  sonho de consumo de qualquer cozinheira e gourmet, da minha, da nossa queridíssima amiga, linda, inteligente, simpática, divertida, faladeira, chócolatra e diva Simone do blog Chocolatria, eu sei que ela dispensa apresentações para a maioria de nós, mas sempre tem uma “desavisada” que ainda não a visitou, se por algum acaso você é uma delas, vão lá conhecer o talento desta menina.
 
Olha só o as surpresas que ela me mandou:
 
Temperos: Cardamomo, anis-estrelado, lemon and peper, fava de baunilha e óleo de gergelim
 
 
 
Utensílios: Medidor de inox de colheres e um imã maravilhoso do Mercado Municipal de Sampa
 
Guloseimas: Caramelos de leite e bala de morango e leite japonesas, e o melhor: Os bombons do Divas, gente, vocês não têm idéia do que são estes bombons, não me lembro de ter comido tão macios e delicados chocolates. 
 
 
Si, você me encantou, me deixou muito feliz e se já era sua fã, agora virei sua súdita (hehehe), adorei tudo, parece que você conhecia meus gostos e desejos, muitíssimo obrigada, sinta-se abraçada e beijada. 
 
Bem, prometi a ela e a mim mesma que os condimentos virarão diversas receitas, já que os bombons e as balas comi todas, então, escolhi como primeira uma deliciosa bebida indiana, o Lassi de Manga e Cardamomo, que para mim era inédita, para utilizar o primeiro dos temperos, o perfumado cardamomo.
 
Peguei a receita deste lindo blog Doces Encontros, fiz quase igual, só acrescentei umas raspinhas de laranja. 
 
Segue a receita:
  • 1 xícara (chá) de iogurte natural
  • 1 xícara (chá) manga madura picada
  • Açúcar a gosto
  • 1/4 colher (chá) de cardamomo em pó (ou a gosto)
  • 1/4 colher de (chá) de casca de laranja (ou a gosto)
  • Gelo (opcional)
 
Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva com pedacinhos de pistache por cima. Se a manga for fibrosa, é recomendável coar antes. ( Aqui no Brasil, use a manga tommy ou palmer).
 
Para finalizar, usei nozes picadas por cima, ficou delicioso!
 
Amei, é maravilhoso, refrescante e delicioso. 
 
Bj a todos.
 
Téia.
 
 
 

Doces de Copinho para Comer de Colher

 
Vira e mexe faço sobremesas aqui em casa e coloco em copinhos, acho super prático, dispensa pratos e colheres grandes, bem como ficar enrolando os docinhos. Além disto, o visual é moderno, chic e informal, e muito lindinho, claro…
 
Em três momentos diferentes com amigos e visitas aqui em casa fiz as  receitas abaixo, que podem servir de idéia, para uma festenha aí na sua:
 
Brigadeiro de Capim Santo 
 
 
Receita do Restaurante Capim Santo em Sampa e divulgada pela Rê do Geléia de Rosas e a minha amiga Glau do Madames e do Quintandoca, neste último ela os coloca em potinhos e os vende, vão lá conhecer. 
 
Só tenho uma coisa para dizer: fantástico, é inacreditável o gosto e a cremosidade deste tão criativo brigadeiro. Um único porém, não é tão fácil achar capim-santo, eu tive a sorte de conseguir uma boa doação da Aninha, minha comadre, se não fosse ela, ficaria na vontade…
 
Estou pensando seriamente em plantar aqui em casa, só não o fiz, ainda, com medo da Bebel comer a planta inteira, apesar de que ela é mais chegada em eletrônicos, ela comeu todo, eu disse todo o nosso projeto de iluminação do jardim, cada dia que chegávamos, tinha uma fiação ou uma luminária arranhada, arrancada ou desfiada, já mordeu um celular meu, os controles do Wii, enfim, imagine o capim com aquele cheio maravilhoso…Bem, vou tentar assim mesmo…
 
Receita:
 
1 lata de leite condensado
-100ml de leite
-aproximadamente 10 folhas de capim-santo
1 colher de sopa de manteiga
 
Bata o capim-santo com o leite e coe numa panela. Leve a uma panela junto com os demais ingredientes em fogo baixo, mexendo sempre até desgrudar da panela.
 
Mousse de Chocolate Branco com Hortelã
 
 
Receita da Nigella, efetuada em primeira mão pelas meninas do Rainhas do Lar e já efetuada por algumas amigas dos blogs de culinária como a Mari e a Glau.
 
Delícia, mas errei a mão na gelatina, ficou pesada, posso fazê-la de novo, mas vou alterá-la.
 
Palavras de Rainha: Derreta 250g de chocolate branco (que eu nem viajava muito) picado em banho-maria, e reserve; bata 250g de creme de leite fresco junto com uma clara de ovo na batedeira até obter um lindo chantilly. Nesta hora a Nigella manda acrescentar umas gotinhas de essência de hortelã, mas como nem na Perini havia a tal essência, concluí que teria que dar os meus pulos, daí o que eu fiz? Bati um punhadinho de hortelã com um tantinho de creme de leite no mixer e juntei ao chantilly (e não é que rolou?); depois, minha gente, é só juntar as duas partes muito gentilmente, e uma vez homogênea e suave a mistura, deitar em taças e colocar para gelar, coroadinhas por lindas folhinhas de hotelã.
Por fim, o Brigadeiro de cacau com raspas de laranja
 
 
 

Este criei da minha cabeça, porque simplesmente amo esta mistura…

 
Receita:
 
1 lata de leite condensado
1/2 caixinha de creme de leite
2 colheres de sopa cheia de cacau em pó
1 colher de chá de raspas de laranja ou de essência de laranja
1 colher de sopa de manteiga
 
Levar ao fogo baixo, mexendo sempre, até soltar do fundo da panela. Enfeite com chocolate granulado.
 
Bj a todos.
 
Téia.

 
 
43 Comentários

Publicado por em 04/02/2009 em banquetes, chocolates, doces, lanchinhos, sobremesas