RSS

Arquivo da categoria: manga

Lassi de Manga e Cardamomo e uma Caixa de Surpresas

 

 
Sempre falo que uma das coisas que mais amo nos foodblogs são as amizades que fiz com minhas amigas blogueiras. Existe, pelo menos umas 20 que eu gostaria de conhecer pessoalmente, que fizesse parte da minha vida além do virtual.
 
Muitas delas, já me correspondo por e-mail e já sei um pouco de suas vidas, já fiz algumas de suas receitas, sei o nome do marido, dos filhos, e o mais legal e que era fã delas, e hoje são minhas amigas.
 
Weel, isto tudo para dizer que recebi de presente de Ano Novo uma caixa linda, linda, maravilhosa, recheada de guloseimas, condimentos, utensílios de cozinha,  sonho de consumo de qualquer cozinheira e gourmet, da minha, da nossa queridíssima amiga, linda, inteligente, simpática, divertida, faladeira, chócolatra e diva Simone do blog Chocolatria, eu sei que ela dispensa apresentações para a maioria de nós, mas sempre tem uma “desavisada” que ainda não a visitou, se por algum acaso você é uma delas, vão lá conhecer o talento desta menina.
 
Olha só o as surpresas que ela me mandou:
 
Temperos: Cardamomo, anis-estrelado, lemon and peper, fava de baunilha e óleo de gergelim
 
 
 
Utensílios: Medidor de inox de colheres e um imã maravilhoso do Mercado Municipal de Sampa
 
Guloseimas: Caramelos de leite e bala de morango e leite japonesas, e o melhor: Os bombons do Divas, gente, vocês não têm idéia do que são estes bombons, não me lembro de ter comido tão macios e delicados chocolates. 
 
 
Si, você me encantou, me deixou muito feliz e se já era sua fã, agora virei sua súdita (hehehe), adorei tudo, parece que você conhecia meus gostos e desejos, muitíssimo obrigada, sinta-se abraçada e beijada. 
 
Bem, prometi a ela e a mim mesma que os condimentos virarão diversas receitas, já que os bombons e as balas comi todas, então, escolhi como primeira uma deliciosa bebida indiana, o Lassi de Manga e Cardamomo, que para mim era inédita, para utilizar o primeiro dos temperos, o perfumado cardamomo.
 
Peguei a receita deste lindo blog Doces Encontros, fiz quase igual, só acrescentei umas raspinhas de laranja. 
 
Segue a receita:
  • 1 xícara (chá) de iogurte natural
  • 1 xícara (chá) manga madura picada
  • Açúcar a gosto
  • 1/4 colher (chá) de cardamomo em pó (ou a gosto)
  • 1/4 colher de (chá) de casca de laranja (ou a gosto)
  • Gelo (opcional)
 
Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva com pedacinhos de pistache por cima. Se a manga for fibrosa, é recomendável coar antes. ( Aqui no Brasil, use a manga tommy ou palmer).
 
Para finalizar, usei nozes picadas por cima, ficou delicioso!
 
Amei, é maravilhoso, refrescante e delicioso. 
 
Bj a todos.
 
Téia.
 
 
 

Talharim ao Molho de Camarões e Creme de Tapioca com Coulis de Manga ou Calda de Nutella

 
 

Nosso Reveillon foi muuuito bom, sossegado, em casa, eu e marido. Minha família está toda viajando e resolvemos ser só ele e eu.

Menu prático e rápido.Talharim com Molho de Camarão e Erva-doce e de sobremesa um Creme de Tapioca com 2 molhos: coulis de manga ou molho de nutella.

A receita do talharim tenho há alguns anos, da época da Confraria dos Babetteiros, mas nunca tinha feito. Ficou maravilhosa, o marido tem uma semana que não fala de outra coisa…é bom quando a gente acerta…

O Creme de Tapioca veio da super diva Simone do Chocolatria, já os molhos foram um pouco de “invencionisse” dessa que vos escreve. Um Salton Demi-Sec para brindar e fomos felizes…  

Talharim

Ingredientes: 

350 g de talharim fresco (faz toda a diferença, não troque)

1 e 1/2 lata de pomodori pellati
1 colher de sopa de manteiga+1 fio de azeite
1/2 cebola picada
1 dente de alho
1 colher de sopa rasa de sementes de erva-doce
1 dose de conhaque
1/2 caixinha de creme de leite
450 g de camarões grandes
1 colher de chá de açúcar (pode colocar mais se quiser)
1 colher de chá de Tabasco ou molho de pimenta
Sal e pimenta do reino à gosto
Parmesão ralado na hora
 
Coloque a água para ferver, usei 2 litros.

Derreta o azeite com a manteiga, acrescente a cebola e doure, após o alho e os camarões. Quando estiverem dourados, flambê-os com o conhaque. Reserve.

Na mesma frigideira, acrescente o pomodori, corriga a acidez com 1 colher de chá de açúcar, tempere com sal, e pimenta do reino , acresencente o creme de leite. 

Coza a massa no tempo determinado pelo fabricante, no meu caso foram 3 minutos. Massa freca é rápida.

Retorne o camarão, acrescente a pasta já cozida e finalize com parmesão ralado.

Sirva em prato aquecido com pães. Eu servi com torradas e patê de tomate seco.

A receita do Creme de Tapioca, tirei daqui. Segui tal e qual, que não sou “besta” de mudar receita de profissional nota 10. Quer dizer, mudei a calda, mas era para aproveitar as mangas do quintal de casa.

 

Os molhos:

Coulie de Manga: usei 1 manga grande, bati com 1/2 xícara de água, 2 colheres de sopa de açúcar e 2 colher de sopa de limão. Bati no liquidificador, coei, gelei e coloquei por cima do creme. Levei à geladeira.

Calda de Nutella: 1 colher de sopa cheia de nutella, 2 colheres de sopa de creme de leite e 2 colheres de sopa de leite. Levei ao micro por 2 minutos, mechendo na metade do tempo, deixei amornar e coloquei por cima do creme. Levei à geladeira.

Servi em copinhos, (sou apaixonada por eles, muito antes dos blogs, mas agora mais ainda porque os danadinhos fotografam bem, confira nas fotos), e coloquei 2 colheres de chá ou de um ou de outro.

Rende muito, deu 12 copinhos e mais uma tigela, creio que se forem só copinhos, daria o dobro, ou seja 24 pequenas delícias. Passei o dia 1º comendo colheradas deste creme. Huuum….

Bj a todos.

 

Creme de manga com limão

Esta é a minha primeira participação em desafios.
A talentosa Simone do blog Chocolatria, está promovendo o evento “Música e Comida”. Pensei: que combinação que dá certo, cozinhar e comer ouvindo música ao mesmo tempo é essencial. Além disto, como a música nos faz viajar no tempo e no espaço dá para criar muito.
Seguem as explicações! Aqui em casa temos uma mangueira que dá frutas ótimas, docinhas, suculentas, só que já tem vários meses que elas não dão o ar de sua graça. (Na verdade, estão fora de safra). Como estava acostumumada a tê-las por perto para um suquinho ou um docinho, acabei ficando viciada, e tinha uns dez dias que eu ficava pensando em comprá-las para fazer esta receita que aqui lhes apresento. O engraçado é que, toda vez que me dava esta vontade, me vinha à cabeça uma música super antiga, genuinamente nacional, que tocava lá nos idos dos anos 80. E ficava pensativa, com um sorrisinho na boca, com lembranças da minha adolescência…
Estas lembranças são da mesma época que a música, quando ela tocava nos bares e nas rádios de Macéio onde passei diversos verões nas casas das tias Marlene e Marilene, irmãs, que nem são minhas tias, na verdade são minhas primas de segundo grau, mas devido a diferença de idade entre nós, e de filhos com a mesma idade minha, acabaram virando tias mesmo. Uma coisa que sempre era comum, ano após ano, era como comíamos naquelas casas, e muito, e bem, porque minha família é chegada em um banquete. E elas cozinhavam com amor, para agradar mesmo. Acho que todos nós da família somos assim. Aprendi direitinho… Além dos pratos elaborados, me lembro de comermos manga de “baciada” nos quintais de suas casas. Uma ia descanscando e as outras comendo, e o papo rolando…E mais uma vez aparecem as mangas.
Elas, juntamente com meus queridos primos, fizerem destes momentos, um dos melhores e mais alegres da minha vida, até hoje, ou principalmente hoje, passados mais de 20 anos, sinto falta das nossas risadas, conversas, passeios de windsurf, de lancha, de carro, enfim, tudo o que aqui em Brasília não encontrávamos, tendo a praia como companhia. Agradeço muita a hospitalidade e as “paparicações” de todos eles.
Bem, vamos a música:
Da manga rosa quero o gosto e o sumo
Melão maduro, sapoti, joá
Jaboticaba teu olhar noturno
Beijo travoso de umbú-cajá
Pele macia ai carne de cajú
Saliva doce, doce mel, mel de urucú
Linda morena fruta de vez temporana
Caldo de cana caiana, vou te desfrutar
Morena tropicana eu quero teu sabor
Oi, oi, oi, oi!
Morena tropicana eu quero teu sabor
Oi, oi, oi, oi!
Morena tropicana eu quero teu sabor
Oi, oi, oi, oi!
Morena tropicana eu quero teu sabor
Oi, oi, oi, oi! “
Segue a receita, tão singela quanto a música, tão gostosa como aquelas férias e tão fácil quanto nossos tempos adolecentes. Fica aqui minha homenagem a todas as tias, mães e parentes que nos inspiram a fazer da comida um agrado e um grande prazer, seja cozinhando ou comendo.
Ingredientes:
3 mangas (usei haden)
1 caixinha de creme de leite gelado
meia xícara de açúcar
meio limão espremido
1 colher de sopa de raspas de limão
Corte em pedaços a manga e leve ao congelador ou freezer por 2 horas. Quando estiver quase congeladas, bata-as no liquidificador com o creme de leite, o suco e as raspas de limão e o açúcar. Vira um creme aveludado e com uma cor linda. Matei minha vontade e minhas saudades.
Enfeitei com um pouco das raspas do limão e com as cascas das mangas, simulando folhinhas. Como ela é multicolorida, deu para fazer de três cores: amarela, vermelho e verde.
Desfrutem!
Bj a todos.
Téia.