RSS

Bebel – A Melhor Cachorra do Mundo

20 jun
 

 

O Título é uma brincadeira com o livro e o filme Marley e Eu – A vida e o amor ao lado do Pior Cão do Mundo. Respeitado o devido exagero, afinal, nem cachorro perfeito existe, esta linda cadelinha da raça pastor branco suíço, faz hoje um ano que está conosco, nós a adotamos já com 7 meses porque nossa cadela de mesma raça havia morrido, com a mesma idade, e não dava para ter outro cão-bebê destruindo nossa casa nova, de novo. (Não adiantou muito!)
 
 
 
 
Ela veio do Acre, é filha do campeão mundial Fox Mulder, olha que chic, e foi muita sorte, porque só a conhecemos por foto. Ela é uma cachorra meiga, agarradíssima conosco, carente, e cheia de manias…
 
Tem mania de brincar de bolinha, aqui é igual ao Marley, se vocês leram ou viram o livro/filme, sabem que ele enlouquece com uma redondinha, pronto, é igualzinha, você joga e tem que repetir 20 vezes, aí, quando ela cansa, volta para dentro de casa e decreta o fim da brincadeira. 5 minutos depois ela volta e fica dando “fucinhada” e choramingando para recomeçarmos. Só tem um jeito, esconder a bolinha….
 
 
Outra peculariedade dela: eu e Miltão temos que ficar juntos, no mesmo espaço da casa, senão ela fica no meio do caminho ou então, fica um pouco com um e um pouco com outro. Política? Imagina!!!
 
Só gosta de passear se for comigo e o Miltão juntos, senão, vai se arrastando, olhando o tempo todo para trás…É uma comédia…
 
Ah, e como a “mãe” dela, ADORA ficar ao lado do fogão…Olha que foto fôfa…
 
 
É grudada conosco, parece uma sombra branca, pede carinho o tempo inteiro, senta na poltrona, no cantinho, no tapete que estiver mais perto de nós. Uma delícia!!!
 
Por estes motivos, até hoje não descobrimos quem ela tem como dono (cachorro geralmente escolhe apenas um dono), já tivemos várias conversas a esse respeito e não chegamos a nenhum consenso, ela demonstra gostar de nós e nos atende do mesmo jeito.
 
Adora castanhas, pinha, laranja, manga, amendoim, avelã, banana, côco seco e biscoitos caninos, mas não inventem legumes, nem pensar. Já comeu escondido/roubado pizza, bolo, queijos, frios, chocolate, MEU PÉ DE CAPIM-SANTO. A gente tem que ficar espertos…
 
Late pouquíssimo, só depois de uns 9 meses por aqui ouvimos o primeiro latido. É uma lady!!!! Olha aqui ela vigiando a casa…
 
 
 
Outra coisa, não pode ver a gente tomar banho, mesmo que seja à meia noite, fica pensando que vamos sair, (na maioria das vezes está certa), aí, começa a reclamação, sim cachorro também reclama, ela faz “hunf”, deita e faz cara de “gato de botas”, sabem aquele olhar pedindo carinho e atenção?
 
Solta pêlo na casa toda, adora fazer o que não deve no meu tapete chiquérrimo da sala, suja a casa com as patas cheias de terra, sobe na nossa cama escondido, já rasgou sofá, destruiu toda a nossa iluminação externa, mordeu meu celular novo, os controles do Wii, e mesmo assim é adorada/amada por todos, a real definição dela é: um doce!!!
 
 
Depois das duas pastoras, descobri que adoro cachorros, alías é uma nova paixão. Tenho vontade de ter um monte, mas é trabalhoso e caro, então, no máximo mais um para fazer companhia para ela. Minha mãe fica indignada com o tanto que eu mudei, porque eu tive um poodle quando era criança (12 aos) e não tinha a menor paciência com ele, tadinho, naquela época (cof, cof) era muito preguiçosa e ele era muito agitado e eu não dava a menor atenção, se fosse hoje, ia ser bem diferente…
 
Bebel é tratada melhor e com mais amor do que muita criança, tenho, alías, temos, por ela uma verdadeira afeição, de quem só tem e gosta de bichos entende. Fico louca para chegar em casa e dar um abraço e beijo nela, e dou. Ela retribui com muita alegria, pulos e chorinhos, meu coração se enche de felicidade…
 
 
Aqui vale a máxima, como quem não tem cão, caça com gato, quem não tem filho, caça com cão. UI!!
 
Olha se não é uma verdadeira fofura! Quem resiste a esse grude???
 

 
Anúncios
 
34 Comentários

Publicado por em 20/06/2009 em amor, bebel, fora da cozinha

 

34 Respostas para “Bebel – A Melhor Cachorra do Mundo

  1. Mari

    20/06/2009 at 04:19

    Téia querida, como eu amei esse post!! Realmente não dá pra resistir a essa fofura e carinho todos!!! Eu também tenho meu amoreco, o Mike, um shih-tzu de 03 anos, que veio para minha casa com 1 mês e meio apenas.Também já aprontou dessas estripulias que a Bebel apronta, mas não dá para deixar de amar aquele tico tico tão querido e carinhoso… a carinha que ele faz para nos receber, os pulos, a felicidade que fica quando chegamos, e o amor que nos dá, faz com que isso seja tão, mas tão pequeno…. te entendo MUITO!!Bjo grande, pra vc e pra essa coisa linda da Bebel,Mari

     
  2. Magia na Cozinha

    20/06/2009 at 04:41

    Téia ela é lindíssima!Nós temos 2 gatos ainda. Já estão velhos e doentes, mas gostamos deles.De fato, é um bocado de trabalho e gasto. Ainda mais aqui nos EUA, onde tudo custa os dois olhos da cara…Depois destes não quero ter mais. Certamente vou sentir falta, pois o afeto deles é incondicional.Bjs 🙂

     
  3. Cucchiaio pieno

    20/06/2009 at 09:53

    Querida Téia, amamos animais – meu marido é advogado de animais, acredita? E' um dos poucos na Italia, dai' voce imagina o amor, pena que o cachorrinho dele também morreu e ele ficou traumatizado pela morte horrivel e nao pensa em ter outro caozinho por agora (snif, snif…). Bjos no coraçao.Léia

     
  4. şengülce

    20/06/2009 at 12:04

    merhaba çok şirin köpek hayvanları severim benimde beyaz tavşanım var5 yaşında adı TORAMAN HOŞCAKALIN CANIM..

     
  5. Sarinha

    20/06/2009 at 15:16

    Ah….que fofo seu post Téia! Amei!Realmente ela é mto linda e educadíssima! Família linda!Bjos

     
  6. Abelha Maia

    20/06/2009 at 15:19

    Ela é lindaaaa, bela historia, muita sorte para ela, eu tenho uma labradora preta e amo a minha cadela, sõ os nossos melhores amigos.bjss

     
  7. Fla

    20/06/2009 at 16:59

    Que lindo.Eu amo animais, não é a toa que coleciono imagens de São Francisco de Assis, mesmo não sendo católica…rs.Já tive uma cachorra que ficou conosco 12 anos, e a parte mais impressionate é que a ganhei num dia 12 de outubro, no dia das crianças do ano de 92, e sabe que dia ela faleceu? 12 de outubro de 2004. E tudo que aconteceu no primeiro dia se repetiu no último, foi incrível. Até hoje me emociono ao lembrar da minha "Bianca".Sua cachorra é linda e tenho certeza de que o amor entre vocês é muito lindo.Um bjão.Fla

     
  8. Bruna Ribeiro

    20/06/2009 at 17:05

    Esses bichinhos conquistam a gente, mesmo, neh?!Pior é que sabem direitinho o que fazer para nos dobrar, mas a gente cede, pois amor não tem limite…Lindíssima a sua menina! Essa foto em frente de casa está ótima!

     
  9. Luciana B.

    20/06/2009 at 17:14

    Muito linda, adorei a história da sua Marley 😀 A minha é a Happy, uma Golden Retriever de 5 anos que é a meiguice em "pessoa"… 🙂

     
  10. Dani - Paladar

    20/06/2009 at 18:40

    Téia, ela é uma fofa. Tem carinha de cachorro amável mesmo, e eu entendo perfeitamente seu amor e adoração por ela, tb tenho uma peluda branca em casa, mas ta bem velhinha e ainda apronta. Semana passada ela me deu maior susto com problemas de coluna, agora parece estar melhor.A Bebel deve trazer mesmo muito alegria para vcs, e que continue assim, apesar de algumas destruições, nossa vida é mais feliz e rica com esses seres que não pedem nada e só nos trazem amor.Bjs

     
  11. edinha

    20/06/2009 at 19:47

    É mesmo um amor :)Eles são umas ternuras e não dá mesmo para lhes resistir :)Eu tenho o Cocas que fez 11 anos e que está connosco desde o mês e meio :)E agora há um ano que tenho a Anita que o meu marido encontrou abandonada mal tratada e assustada e ele não resistiu a trazer para casa e que é uma autentica doçura :)Eu só pergunto como se abandona e mal trata uma cadelinha que teria na altura cerca de 1 ano e que qualquer barulhinho a fazia estremecer e ficar a tremer .Só agora isso lhe está a passar.

     
  12. Fátima

    20/06/2009 at 21:20

    Téia querida,adorei seu blog,eu tinha dois cães mas morreram quando fui trabalhar no Japão,minha filha disse que talvez sentiram minha falta,não deu pra levá-los comigo,mas hoje tenho uma gatinha que se chama Paloma e eu amo muito ela,é realmente da família,eu falo que ela é minha caçulinha já que meus filhos cresceram,mas ela é muito amável,dá trabalho dá,mas eu naõ me importo,adoro ela…Parabens pela Bebel,ela é linda…Parabéns,e me tornei sua seguidora querida…adorei o seu blog…

     
  13. ameixa seca

    20/06/2009 at 21:57

    Não há nada melhor que chegar a casa e ter os animaizinhos à nossa espera. Ela é linda. Muitos parabéns 🙂

     
  14. Gina

    20/06/2009 at 22:16

    Adorei as fotos da Bebel, principalmente a que ela está correndo e a que está deitada nos pés de vocês. Que fofa!Além do Yuki, que você já conheceu, também tenho uma cadelinha, que vai merecer um post também, claro. Não podemos fazer distinção entre os "filhos", aliás, "netos", pois é assim que nos tratamos: vai lá com o vovô, vai chamar a vó…hehe!Esses bichinhos nos conquistam, ficamos totalmente rendidas por eles, não?Bjs.

     
  15. Carol

    20/06/2009 at 22:30

    Téia, a Bebel é linda e as fotos ficaram perfeitas. É impressionante como essas fofuras tomam conta do nosso coração tão rápido. Beijão e bom final de semana.

     
  16. angela

    20/06/2009 at 22:50

    linda demais sua Bebel, lindo seu post. bj

     
  17. Tathy

    21/06/2009 at 00:50

    Eu que a conheci pessoalmente posso dizer que é linda e chique!!! Um lady!!! Dá vontade de levá-la pra casa. Bjssssssssss

     
  18. Bia

    21/06/2009 at 04:10

    Téia, que fofa!!! Adorei a Bebel!! Como você, sou louca por animais*zinhos…! Eles alegram demais nossas vidas, não!? =)Beijos!

     
  19. Anonymous

    22/06/2009 at 14:07

    Téia, a Bebel é linda!!!! Mas desta vez eu vou dar os parabéns para o Miltão pois as fotos estão maravilhosas…Bjs,Cris

     
  20. Fátima

    22/06/2009 at 15:37

    Teia, ja tive um beagle que simplesmente cavou um buraco no meu sofa novo, quando cheguei em casa, estava ele dormindo dentro do buraco, quase enfartei,sem contar os inumeros prejuizos que ele me deu. Mais as alegrias e carinhos dele valeram muito a pena, ele morreu ha alguns anos, infelizmente hoje moro em apartamento. Quando voltar a morar numa casa, com certeza terei outro cachorrinho.

     
  21. redacao

    23/06/2009 at 06:01

    Muito bom o seu blog! Parabéns!!!Conheça o Portal Temperus e fique por dentro do que está acontecendo no mundo da gastronomia.Concorra à uma máquina de panificação enviando suas receitas, divulgue seu blog e muito mais… acesse: http://www.temperus.com.br

     
  22. Rê Gallo

    23/06/2009 at 18:04

    Que "cã" simpática!!

     
  23. Rafaela

    24/06/2009 at 04:38

    Olá, adorei o post. Eu tenho uma igualzinhaaa ela se chama Amira e veio de Sorocaba-SP, foi a primeira cachorra de porte grande que tivemos,o objetivo era um cachorro que fosse cão de guarda, no entanto o objetivo foi frustrado ela virou igual a sua. Fica somente dentro de casa, solta um pelo que não há igual, pede carinho com a fucinha, fica no MEIO da cozinha, adooora subir no sofá e afins… Mas é uma querida, não há igual. Aqui em casa chegamos a conclusão que compramos um cão de guarda para dentro de casa, porque la fora que é bom ela não fica, nem para latir presta!!! Agora, no começo decidimos arrumar uma companheira, no início queriamos uma golden, mas acabamos pegamos uma shih-tzu, ficamos com medo, mas no final as duas não se desgrudam. Agora temos a Frida e a Amira, duas figuras incomparáveis.As fotos da sua revela que a minha não é única folgada no mundo dos pastores brancos. Até mais, ah muito boom seu bloog adorei!

     
  24. Sutana

    24/06/2009 at 07:40

    Oii….me indentifico com vc, tenho a minha queridinha tb…elas enchem nossas vida, né???Agora esse seu crepe é um verdadeiro pecado…o que que é isso??? vou ter que fazer….que delícia!!!!Querida, vc disse que gostaria de particpar da promoção do meu bloguito, encherra as 15h a entrega das fotinhos, aguardo a sua…ah…amei seu blog….bjus

     
  25. Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos

    24/06/2009 at 16:28

    Téia,Que cachorra linda demais…fofa também!

     
  26. lunalestrie

    24/06/2009 at 16:47

    Téia, apesar de ser uma cat-person, sou apaixonada por todos os animais, acho eles seres sagrados! A Bebel é mesmo linda, e é como você disse: só quem tem bichinho entende as loucuras que fazemos por eles. Beijos!

     
  27. Tamy

    24/06/2009 at 18:37

    Que amor… realmente amei seu post… minha cadelinha morreu meses antes do meu casamento, foi tão sofrido!!!!Estou esperando loucamente o dia que terei uma casa para poder ter meus cachorros… é tão bom!!!!beijos

     
  28. Kriska

    25/06/2009 at 05:44

    Linda história….belissima a cachorra, nossa babei nela…parabens pelo post e por fim, que sorte vocês 3 deram de se encontrar, hein? Eu tbm fico louca pra chegar em casa e apertar meus 3 caes….amo demais!

     
  29. moonlight

    25/06/2009 at 12:15

    É linda… e olha como faz pose para as fotos! Bjs

     
  30. Priscila L. Beneducci Afonso

    29/06/2009 at 13:24

    Linda, linda muito fofa beijos Pri

     
  31. Eventos IPRG

    16/07/2009 at 23:16

    Nossa, primeira vez que entro aqui e já estou emocionada…Muita linda sua história. Tambem tenho uma linda história de amor com meu bebê (poodle)presente de uma amiga, pois sempre tive muito medo de cachorro e ela no meu aniversário disse que eu tinha que perder esse medo. Chorei de medo quando ganhei, e hoje, 08 meses depois, ninguem diz que tinha medo de cachorro. Ele é tudo pra mim, e o que voce disse é a mais pura verdade, ninguem resiste aos carinhos deles.Bjos em seu coração, estou amando seu blog..

     
  32. Lucia Ribas Cavalcante

    17/05/2010 at 21:20

    Adorei conheçer sua cadelinha.Também estou cercada de cães,Adoro!!!
    quando era adolescente tinha um poodle que passeava sozinho na Av Atlantica, em Copacabana.Como tinha preguiça,ensinei ele descer de elevador sozinho,não sair em outro andar que não fosse a portaria e então o porteiro abria a porta de entrada do prédio para ele sair e quando ele voltava o porteiro avisava pelo interfone que ele estava subindo no elevador.Bom o tedy, viveu 12 anos,e depois disso não tive nenhum outro cão taõ inteligente.
    adorei seu blog.
    um abraço,
    Lucia

     
  33. Angela Tommasi

    28/04/2011 at 11:58

    Li com atenção e vi que nossos amorzinhos tem muito em comum, principalmente a parte do banho kkkk, o meu é um pastor suiço e chama-se Jack nome escolhido pelo meu marido porque ele adora a série LOST (Perdidos), e realmente estamos perdidos de amor pelo nosso branquelo.
    Dia 15 completou 4meses, tirei fotos, comprei um brinquedo novo, e levei para passear de carro, nunca pensei que ele ia gostar tanto de passear de carro kkkk Ja vi que é um verdadeiro gasolina kkkk. Outra coisa que nos denuncia quando vamos sair é o barulho das chaves na porta, ai começa o choro quando vê que não vamos sair com ele.
    Quando coloco a coleira nele e falo vamos passear a festa e a alegria dele não tem quem pague, incrivelmente ele se comporta na rua e no carro coisa que não faz em casa kkk
    Mais amo amo amo esse meu branquelo que veio só a nos dar alegria.
    Um grande abraço.
    Angela

     
  34. Anônimo

    30/04/2012 at 23:25

    Lindaaaaaaaa…. e voces também que a amam! delicia!
    Já tive um pastor manto negro que amei… realmente o pastor é uma de minhas raças prediletas… para eles geralmente é Deus no céu e seu Dono na terra ….hehehehe……..
    Parabéns!
    Beijo.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: